SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   DP World Posorja e a Marinha do Equador assinam um acordo para a construção de infraestrutura de segurança e proteção marítima

DP World Posorja e a Marinha do Equador assinam um acordo para a construção de infraestrutura de segurança e proteção marítima


Fonte: Mundo Marítimo (13 de maio de 2022 )
As obras incluem melhoria das instalações, construção de cais e instalações habitacionais – Foto: Mundo Marítimo

 

Na quarta-feira, 11 de maio, nas instalações do Iate Clube Naval de Guayaquil, a Marinha do Equador, na função de Autoridade Marítima, e a DP World Posorja, assinaram um acordo de cooperação para a construção de um “componente” de segurança e proteção marítima no terminal.

 

Durante o ato, foi apresentado um vídeo detalhando as três fases do projeto, que incluem a melhoria das instalações da Autoridade Portuária de Posorja, a construção do cais com as instalações portuárias e infraestrutura tipo contêiner para implantação da guarda costeira estação Posorja fixa; e, finalmente, a construção de equipamentos habitacionais, para quem exerce o controle e vigilância dos espaços aquáticos naquela área. 

 

Carlos Merino, CEO da DP World Posorja, afirmou que: “A Marinha do Equador, juntamente com o porto operado pela DP World na paróquia de Posorja, vem trabalhando em várias iniciativas com um objetivo específico; reforçar e garantir a navegabilidade segura do navios que chegam e partem do nosso terminal internacional em Posorja”.

 

O acordo foi então assinado entre o contra-almirante Brumel Vásquez Bermúdez, comandante-geral da Marinha, e Carlos Merino, que registrou o investimento de US$ 2,3 milhões que o projeto exigirá.

 

Após a assinatura, o Contra-Almirante Brumel Vásquez, no seu discurso, afirmou que “é necessária a aplicação de novos conceitos operacionais, que permitam maior eficiência, com presença permanente na área de operações e maior dissuasão para enfrentar ameaças e riscos. existentes; e gerar ambientes marítimos seguros”.

 

Ressaltou também que a Marinha do Equador precisa posicionar suas unidades em pontos estratégicos, geograficamente bem localizados, para oferecer segurança adequada e oportuna às linhas de comunicação marítima. Posorja, devido à sua posição geográfica, tornou-se um ponto focal para o Equador em termos de transporte marítimo que entra e sai dos portos de Posorja e Guayaquil”, afirmou.  


Mais lidas


Celebramos hoje (12) o Dia Internacional da Enfermagem, data escolhida em homenagem ao aniversário de Florence Nightingale, considerada a pioneira da enfermagem moderna.   Para quem não sabe, a profissão tem origem milenar e data da época em que ser enfermeiro era uma referência a quem cuidava, protegia e nutria pessoas convalescentes, idosos e deficientes. […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais