SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Marinha do Brasil: Serviços meteorológicos podem salvar vidas

Marinha do Brasil: Serviços meteorológicos podem salvar vidas


Fonte: Marinha do Brasil (28 de abril de 2022 )
Aviso de mau tempo é um dos canais mais acessados pela população – Foto: Agência Marinha de Notícias

 

Os primeiros meses deste ano foram marcados por intensas chuvas e tragédias decorrentes delas, com destaque para as ocorrências em Petrópolis e na região de Angra dos Reis e Paraty, no Estado do Rio de Janeiro. No entanto, em sua grande maioria, chuvas intensas podem ser identificadas com antecedência, com um significativo avanço, nas últimas décadas, dos sistemas de monitoramento e alerta.

 

Com o aprimoramento das tecnologias de coleta de dados, dos satélites e de processamento de alto desempenho, a meteorologia passou a fazer parte do planejamento de diversas atividades – cotidianas, esportivas, industriais, agrícolas, militares e de prevenção a desastres naturais. A previsão de chuvas com a maior antecedência possível é crucial para que o maior número de pessoas sejam informadas em tempo hábil, a fim de evitar áreas de potencial risco, e para permitir que as autoridades competentes tomem decisões de prevenção e divulgação junto à população.

 

Diante dessas necessidades, a Marinha do Brasil (MB) emite avisos de mau tempo para ocorrência de ventos fortes (acima de 60 km/h), mar grosso (ondas acima de 3,0 metros em alto-mar), baixa visibilidade (restrição abaixo de 1 km) e de ressaca (ondas com mais de 2,5 metros atingindo a costa). Dentre os serviços disponibilizados no site do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), os mais acessados pelo público são os avisos de mau tempo e o serviço de modelagem numérica. Em média, são emitidos cerca de 1500 avisos por ano, sendo atualizados em diversos canais de transmissão (rádio, internet, aplicativo e via satélite).

 

A demanda pelos avisos de mau tempo é grande por se tratar de informações relevantes ao navegante, uma vez que traz condições adversas que podem apresentar riscos à navegação. Além disso, o cidadão pode consultar as previsões meteorológicas especiais, que são boletins elaborados para locais específicos, atualizadas diariamente com previsão de condição do tempo (chuva e nebulosidade), direção e intensidade do vento, direção e altura das ondas e visibilidade. Essas previsões estão disponibilizadas no site do CHM, no link “Previsões Especiais”.

 

Aplicativo “Boletim ao Mar” facilita o acesso às previsões do tempo

 

A Marinha também disponibiliza outros dois canais de disseminação das informações meteorológicas para o público em geral: a página do Serviço Meteorológico Marinho no Facebook e o aplicativo “Boletim ao Mar”, disponível para download nas plataformas Android e IOS.

 

Outro serviço disponível para consulta é o sistema de Previsão Ambiental Marinha (PAM). Por meio do sistema é possível obter, de forma rápida e interativa, as previsões de correntes marítimas, ondas e ventos na região oceânica, além de correntes marítimas e ondas em águas rasas para a Baía de Guanabara (RJ), Baía de Sepetíba (RJ) e Canal de São Sebastião (SP).

 

Sistema de Previsão Ambiental mostra a altura das ondas na Baía de Guanabara

Mais lidas


Celebramos hoje (12) o Dia Internacional da Enfermagem, data escolhida em homenagem ao aniversário de Florence Nightingale, considerada a pioneira da enfermagem moderna.   Para quem não sabe, a profissão tem origem milenar e data da época em que ser enfermeiro era uma referência a quem cuidava, protegia e nutria pessoas convalescentes, idosos e deficientes. […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais