SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   NYK e MOL lançam programas de biocombustíveis 

NYK e MOL lançam programas de biocombustíveis 


Fonte: The Maritime Executive (20 de abril de 2022 )
O biocombustível foi testado no Niseko Galaxy da MOL enquanto eles buscam construir um suprimento global de bunker (MOL Chemical Tankers)

 

Duas das principais companhias marítimas do Japão anunciaram medidas para expandir o uso de biocombustíveis em suas operações. Tanto a NYK quanto a Mitsui OSK Lines estão continuando os esforços de teste à medida que buscam usar combustíveis alternativos para atender às metas ambientais de curto prazo. Várias companhias de navegação relataram testes individuais de biocombustíveis com resultados positivos usando principalmente suprimentos de Roterdã e Cingapura. As empresas japonesas estão procurando expandir a disponibilidade de biocombustíveis.

 

A Mitsui OSK Lines, por meio de sua empresa de propriedade integral MOL Chemical Tankers, está lançando um estudo sobre o fornecimento em grande escala de combustível biodiesel com a Trafigura, comerciante líder de commodities, e sua empresa de fornecimento de combustível TFG Marine. As empresas estão estudando a oferta e infraestrutura para biodiesel com o objetivo de estabelecer uma oferta global de combustível biodiesel para a frota de navios químicos da MOL. A empresa informa que atualmente opera 78 navios-tanque químicos de alto mar, bem como seis navios-tanque adicionais.

 

Como parte do estudo conjunto, a TFG Marine recentemente forneceu biodiesel para um teste no mar usando o navio-tanque Niseko Galaxy operado pela MOL . Cerca de 200 toneladas métricas de biodiesel foram abastecidas no porto de Roterdã no início de março, com o navio navegando para a costa do Golfo dos EUA durante os testes no mar. 

 

O objetivo é desenvolver uma oferta global de combustível biodiesel. Eles esperam alcançar uma redução de 25 a 30 por cento nas emissões de CO2 em uma mistura de 30 por cento de biodiesel e 70 por cento de óleo combustível pesado convencional.

 

A TFG, que foi formada em 2019 como uma joint venture entre Frontline, Golden Ocean Group e Trafigura Group, vem trabalhando para construir rapidamente suas operações de abastecimento. Em 2021, a empresa participou de mais um ensaio de trabalho de biodiesel com um navio-tanque de produtos LR1 do Grupo d’Amico. A TFG vem buscando expandir seu bunker de biodiesel como parte de seus esforços para contribuir com a descarbonização do setor marítimo. 

 

Separadamente, o grupo NYK do Japão e sua afiliada Sanyo Kaiji Kabushiki Kaisha iniciaram uma navegação de teste de três meses usando biodiesel fornecido pela Toyotsu Energy Corporation em rebocadores operados pela Sanyo Kaiji. O biocombustível será fornecido via navio a navio usando um navio de abastecimento para fornecer combustível ao rebocador, a primeira vez que isso será feito no Japão. 

 

O primeiro julgamento do bunkering ocorreu hoje, 19 de abril, no Porto de Nagoya, no Japão. O biocombustível fornecido ao rebocador da Sanyo Kaiji foi parcialmente derivado de óleo de cozinha residual coletado de empresas no Japão. A NYK relata que três testes de teste estão planejados para julho. Este fornecimento de biocombustíveis e navegação de teste estão sendo realizados com o apoio da Autoridade Portuária de Nagoya, ocorrendo no porto que movimenta o maior volume de mercadorias no Japão.

 

Assim como a TFG, a Toyotsu vem realizando testes para expandir o mercado de biocombustíveis. Eles realizaram o primeiro teste de operação de biocombustível por uma barcaça marítima em Cingapura em abril de 2021. O Grupo também realizou um teste de operação de biocombustível para uma embarcação oceânica da NYK Line em junho de 2021. O objetivo do último teste no Japão é verificar a eficácia do uso de biocombustível derivado de óleo de cozinha usado para navios de comércio costeiro.


Mais lidas


Celebramos hoje (12) o Dia Internacional da Enfermagem, data escolhida em homenagem ao aniversário de Florence Nightingale, considerada a pioneira da enfermagem moderna.   Para quem não sabe, a profissão tem origem milenar e data da época em que ser enfermeiro era uma referência a quem cuidava, protegia e nutria pessoas convalescentes, idosos e deficientes. […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais