SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Contorno de Pelotas vai facilitar escoamento da produção agroindustrial pelo porto de Rio Grande

Contorno de Pelotas vai facilitar escoamento da produção agroindustrial pelo porto de Rio Grande


Fonte: Ministério da Infraestrutura (11 de abril de 2022 )
Diretor-geral do DNIT e ministro Marcelo Sampaio entregam complexo viário de Pelotas – Foto: Nei Borges/Divulgação

 

O escoamento da produção agroindustrial via Porto de Rio Grande (RS) deve ganhar um impulso a partir desta sexta-feira com a entrega do Contorno Rodoviário de Pelotas pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Infraestrutura. A cerimônia de entrega do empreendimento ocorreu nesta sexta-feira (8) com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio.

 

As obras de duplicação na BR-116/398/RS vão garantir mais fluidez e segurança no trânsito da região, atendendo a uma demanda antiga dos moradores de Pelotas e região, que sofriam com tráfego intenso de caminhões pelas BR-392/116/RS. Agora, o entorno do município terá um trânsito mais confortável, rápido e seguro.

 

“Esta é uma obra fundamental do Governo Federal para auxiliar o Rio Grande do Sul, dono do quinto maior produto interno bruto do país, a se desenvolver mais, produzir mais e crescer mais. Com o contorno, a mãe de família terá um trânsito mais seguro para levar seu filho na escola em Pelotas. E o caminhoneiro terá um caminho melhor no transporte ao Porto de Rio Grande”, afirmou o ministro da Infraestrutura.

 

Intervenções
Totalizando 23 quilômetros, as intervenções foram executadas em duas etapas, sendo os primeiros 11 quilômetros entregues em agosto de 2018 e os últimos 12,7 quilômetros, que vão do Arroio Pelotas, na BR-116, ao canal São Gonçalo, na BR-392, entregues nesta sexta-feira.

 

A expansão do Contorno de Pelotas ganhou uma nova pista de rolamento, 11 viadutos, três pontes e ruas laterais. Foi construída também uma das obras de arte mais expressivas do município, uma trincheira na intersecção da BR-116 com a Avenida Cidade de Lisboa que vai auxiliar o fluxo do trânsito.

 

O ministro Marcelo Sampaio e diretor-geral do DNIT, general Santos Filhos, assinaram ordem de serviço que vai garantir a duplicação do lote 5 da BR-116/RS. Serão investidos R$ 172 milhões nesta etapa, assegurando conexões rodoviárias ainda mais rápidas e seguras para todos os cidadãos da região.

 

Produtos
As obras de duplicação, ampliação e melhoramentos do complexo viário urbano de Pelotas estão inseridas em um contexto bem maior: o eixo rodoviário Porto Alegre-Rio Grande. Parte do desenvolvimento econômico do estado passa pela duplicação dessas rodovias, por onde circula a parcela mais significativa da produção gaúcha com destino ao mercado externo, especialmente a safra agrícola exportada pelo porto marítimo de Rio Grande.

 

Em 2021, o Porto de Rio Grande exportou 45,18 milhões de toneladas, número recorde que deve ser ampliado com o acesso facilitado nas BRs 116 e 392. Os principais produtos escoados pelo terminal são milho, madeira e frango congelado, assim como calçados e fumo produzidos no estado, com destino a países como China, Arábia Saudita e Indonésia.


Mais lidas


Celebramos hoje (12) o Dia Internacional da Enfermagem, data escolhida em homenagem ao aniversário de Florence Nightingale, considerada a pioneira da enfermagem moderna.   Para quem não sabe, a profissão tem origem milenar e data da época em que ser enfermeiro era uma referência a quem cuidava, protegia e nutria pessoas convalescentes, idosos e deficientes. […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais