SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   UE planeja proibir importações de carvão da Rússia e bloquear portos a navios russos

UE planeja proibir importações de carvão da Rússia e bloquear portos a navios russos


Fonte: Valor Econômico (6 de abril de 2022 )
— Foto: Capri23auto/Pixabay

 

Autoridades da União Europeia (UE) detalharam nesta terça-feira (5) o novo pacote de sanções que será proposto aos países do bloco para aumentar a pressão sobre o presidente da Rússia, Vladimir Putin, após os novos relatos de crimes de guerra cometidos pelas tropas na Ucrânia. O bloco pretende proibir as importações de carvão da Rússia e impedir que navios russos tenham acesso aos portos europeus. Medidas econômicas para reduzir as compras de petróleo do país também estão sendo analisadas.

 

Detalhes do plano, que será discutido nesta quarta-feira (6) por embaixadores do bloco, foram revelados por Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, o braço executivo da UE, em um pronunciamento em Bruxelas.

 

“Todos nós vimos as imagens horríveis de Bucha e de outras áreas de onde as tropas russas saíram recentemente. Essas atrocidades não podem e não ficarão sem resposta”, disse ela.

 

Além da proibição da importação de petróleo, a proposta prevê impedir que navios da Rússia ou operados por empresas russas tenham acesso aos portos europeus, com exceção aos portos europeus, com exceção daqueles que transportem produtos agrícolas, ajuda humanitária e energia.

 

A UE também pretende banir que operadoras de transporte rodoviário da Rússia e de Belarus, aliada de Putin na invasão da Ucrânia, realizem suas atividades comerciais dentro dos países do bloco.

 

Segundo Von der Leyen, o pacote prevê novos controles de exportação de tecnologias para setores importantes da indústria russa, como semicondutores, maquinários e equipamentos de transporte, uma medida avaliada em 10 bilhões de euros.

 

A Comissão Europeia também propôs banir todas as operações com quatro importantes bancos russos, entre eles o VTB Bank, a segunda maior instituição financeira do país.

 

O pacote precisa da aprovação de todos os 27 países da UE, mas o anúncio de Von der Leyen sugere que haverá consenso para que o bloco proíba as importações de carvão. Até então, alguns países mais dependentes da energia russa, como a Alemanha, vinham resistindo à adoção de sanções contra o setor, temendo o impacto das medidas para suas economias.

 

A ministra das Relações Exteriores da Alemanha, Annalena Baerbock, confirmou que os países da UE concordaram em cortar as importações de carvão da Rússia, mas não quis dar uma data para que a medida entre em vigor.

 

“Devemos eliminar completamente a dependência da energia fóssil da Rússia, começando com o carvão e depois petróleo e gás”, disse ela, em um pronunciamento quase simultâneo ao da presidente da Comissão Europeia.

 

Von der Leyen afirmou que os países da UE também estão estudando sanções à importação de petróleo, como a adoção de impostos sobre as compras do produto russo.

 

“Os quatro pacotes [anteriores] de sanções atingiram duramente a Rússia e limitaram as opções políticas e econômicas do Kremlin”, disse Von der Leyen. “Mas, claramente, tendo em vista os [recentes] eventos, temos que aumentar ainda mais nossa pressão.”


Mais lidas


Celebramos hoje (12) o Dia Internacional da Enfermagem, data escolhida em homenagem ao aniversário de Florence Nightingale, considerada a pioneira da enfermagem moderna.   Para quem não sabe, a profissão tem origem milenar e data da época em que ser enfermeiro era uma referência a quem cuidava, protegia e nutria pessoas convalescentes, idosos e deficientes. […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais