SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Waste Shark: Porto britânico usa drones para ‘caçar’ lixo nas águas

Waste Shark: Porto britânico usa drones para ‘caçar’ lixo nas águas


Fonte: MobMagazine (5 de abril de 2022 )

A cidade de Plymouth, no Reino Unido, está testando um modelo inovador para combater a poluição marítima nas suas zonas portuárias. Segundo o explicado, foi lançado o projeto Waste Shark, um conjunto de drones marítimos operados remotamente.

 

Detalha o projeto que, numa primeira fase, este equipamento, que é operado numa rede privada 5G, ‘lê’ as águas em busca de espaços onde exista concentração de plástico, percorrendo depois o caminho até à recolha desse lixo, acumulando-o no seu interior.

 

A ideia, antes de expandir esta ‘rede de drones’, é que seja desenvolvida, em parceria com a universidade local, um sistema que permita depois a estes ‘tubarões’ navegarem autonomamente e fazerem a própria gestão dos seus ‘fluxos de trabalho’.

 

De acordo com o explicado, estes ‘robots’ têm capacidade para percorrer 5 km de superfície aquática, sendo que podem carregar no seu interior 60 kg, incluindo microplásticos, sendo que, para se ter uma ideia do impacto que estes pequenos drones podem ter, se operassem cinco dias por semana poderiam recolher, em média, 15 toneladas de lixo por ano.

Confira, no vídeo em baixo, como funciona este pequeno dispositivo.

 


Mais lidas


Celebramos hoje (12) o Dia Internacional da Enfermagem, data escolhida em homenagem ao aniversário de Florence Nightingale, considerada a pioneira da enfermagem moderna.   Para quem não sabe, a profissão tem origem milenar e data da época em que ser enfermeiro era uma referência a quem cuidava, protegia e nutria pessoas convalescentes, idosos e deficientes. […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais