SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Cofco arremata terminal para granéis vegetais no Porto de Santos e investirá mais de R$ 760 milhões

Cofco arremata terminal para granéis vegetais no Porto de Santos e investirá mais de R$ 760 milhões


Fonte: Santos Port Authority (31 de março de 2022 )
SPA arrecada R$ 10 milhões com leilão do STS 11, destinado para soja, milho, açúcar e trigo – Foto: SPA

 

A Cofco International, gigante chinesa de alimentos, arrematou o direito de explorar o terminal STS 11, em leilão realizado nesta quarta-feira (30), na B3, em São Paulo. A empresa terá de investir R$ 764,8 milhões na instalação, que será um dos maiores terminais portuários do País dedicados a granéis vegetais, com capacidade anual para movimentar 14,3 milhões de toneladas.

 

Localizado no Paquetá, entre os armazéns 12A e 15 da margem direita do Porto de Santos, o empreendimento será implantado em duas etapas, com a disponibilização de aproximadamente 62 mil metros quadrados na primeira fase. No terceiro ano do arrendamento será agregada nova área, resultando em um total de 98 mil metros quadrados.

 

A Cofco explorará o ativo por 25 anos, com possibilidade de sucessivas prorrogações até o limite máximo de 70 anos, a critério exclusivo do poder concedente. A empresa arrematou o ativo ao ofertar outorga de R$ 10 milhões à Santos Port Authority (SPA) a ser paga da seguinte forma: 25% do valor no ato de homologação do resultado e mais cinco parcelas anuais.

 

A arrendatária pagará ainda à SPA R$ 3,7 milhões por mês a título de arrendamento fixo (pela exploração da área) e R$ 5,63 por tonelada movimentada referente ao arrendamento variável. Considerando a movimentação média esperada para o contrato, o potencial de receita anual arrecadada pela SPA será da ordem de R$ 100 milhões.

 

Os investimentos contemplam obras em dois berços de atracação – incluindo reforço de cais, dragagem de aprofundamento e aquisição de dois shiploaders -, demolição e construção de novos silos e armazéns, infraestrutura ferroviária e recuperação de prédio histórico no local.

 

Foto: SPA

 

“O STS 11 consolida o planejamento de clusterização do Porto por tipologia de cargas, eliminando áreas pequenas e pouco produtivas. Teremos agora um dos principais terminais de granéis vegetais do País e que representará importante receita para SPA. Este é o sexto leilão de uma carteira de 11 que definimos para o intervalo 2019-2022. Até o fim do ano teremos mais cinco”, disse o diretor-presidente da SPA, Fernando Biral.

 

Segundo o diretor de Desenvolvimento de Negócios e Regulação da SPA, Bruno Stupello, “a assunção do terminal por um player global da envergadura da Cofco reforça a importância do ativo e a estratégia acertada do projeto, que considerou a otimização da área, até então subutilizada. O novo contrato representará a maior receita patrimonial da SPA, reiterando a metodologia de precificação de ativos de infraestrutura desse porte”.

 

11 leilões em 4 anos

Com o arrendamento do STS 11, o Porto de Santos já promoveu seis dos 11 leilões definidos no planejamento para o período 2019 – 2022. São eles o STS 13A (granéis líquidos), STS 20 (granéis sólidos minerais), STS 14 e STS 14A (celulose), STS 08A (granéis líquidos) e STS 11. Os demais estão nos seguintes estágios:

 


Mais lidas


Celebramos hoje (12) o Dia Internacional da Enfermagem, data escolhida em homenagem ao aniversário de Florence Nightingale, considerada a pioneira da enfermagem moderna.   Para quem não sabe, a profissão tem origem milenar e data da época em que ser enfermeiro era uma referência a quem cuidava, protegia e nutria pessoas convalescentes, idosos e deficientes. […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais