SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Setor naval terá R$ 1 bilhão para investir em modernização e construção de embarcações

Setor naval terá R$ 1 bilhão para investir em modernização e construção de embarcações


Fonte: Ministério da Infraestrutura (22 de março de 2022 )

O setor naval no Brasil terá R$ 1,028 bilhão para investimentos em construir, reparar, converter ou modernizar embarcações, decidiu nesta segunda-feira (21) o Conselho Diretor do Fundo da Marinha Mercante (CDFMM). No total, serão beneficiados 12 novos projetos e três propostas reapresentadas. O próximo passo é a publicação da resolução do CDFMM no Diário Oficial da União (DOU).

 

Do valor aprovado, R$ 803,8 milhões serão destinados para os 12 novos projetos. Já as outras três propostas tiveram aprovadas as prorrogações de prazo para contratação de financiamento com recursos por 180 dias, somando R$ 224,7 milhões. Além disso, o conselho autorizou a alteração de titularidade de projeto aprovado em 2021, no valor de R$ 408,3 milhões.

 

A maior parte dos novos projetos aprovados na 49ª Reunião Ordinária do CDFMM tem o objetivo de construir novas embarcações. Também foram aprovados projetos que visam a reparar, converter e modernizar embarcações. Administrado pelo Ministério da Infraestrutura (MInfra), o Fundo da Marinha Mercante (FMM) provê recursos para o desenvolvimento tanto da marinha mercante como das indústrias de construção e reparação navais no país. Confira os projetos aprovados:

 

Novos Projetos

  • Construção de 1 embarcação do tipo PSV 4.500 para apoio marítimo – Bram Offshore Transportes Marítimos Ltda;
  • Construção de 2 embarcações do tipo Ferry Boat para transporte de passageiros – Internacional Marítima Ltda;
  • Construção de 1 embarcação do tipo dique flutuante – Internacional Marítima Ltda;
  • Construção de 2 embarcações, sendo uma balsa e um empurrador para navegação interior movido a gás natural – Amazon Green Power Logística AGP-LOG Ltda;
  • Construção de 14 embarcações de passageiro,  – SPHIDRO S.A;
  • Reparo de 2 embarcações do tipo FSV (UT 4.000) para certificação de classe – Baru Offshore Navegação Ltda;
  • Reparo de 4 embarcações do tipo PSV para certificação de classe – Bram Offshore Transportes Marítimos Ltda;
  • Conversão de 4 embarcações do tipo PSV – Bram Offshore Transportes Marítimos Ltda;
  • Conversão de 1 embarcação, do tipo PSV em OTSV para apoio marítimo – Belov Engenharia S.A;
  • Modernização de 3 embarcações, do tipo PSV para troca do sistema de posicionamento dinâmico de DP1 para DP2 – Magallanes Navegação Brasileira S.A;
  • Conversão de 2 embarcações do tipo PSV – – Wilson, Sons Offshore S.A;
  • Modernização de 4 embarcações do tipo PSV – Wilson, Sons Offshore S.A.

 

Projetos Reapresentados

  • Reparo de 3 embarcações, sendo 1 AHTS e 2 PSV – Companhia Brasileira de Offshore – CBO;
  • Modernização de 3 embarcações, sendo 1 AHTS e 2 PSV – Companhia Brasileira de Offshore – CBO;
  • Reparo com Docagem de 14 embarcações sendo 5 do tipo PSV, 5 AHTS, 2 OSRV e 2 RSV – Companhia Brasileira de Offshore – CBO.

Alteração de Projetos sem alteração de valor solicitado

  • Alteração de titularidade do projeto de construção de duas embarcações do tipo Porta-Contêineres – de Petrocity Portos S.A. para Petrocity Navegações Ltda.

Mais lidas


Celebramos hoje (12) o Dia Internacional da Enfermagem, data escolhida em homenagem ao aniversário de Florence Nightingale, considerada a pioneira da enfermagem moderna.   Para quem não sabe, a profissão tem origem milenar e data da época em que ser enfermeiro era uma referência a quem cuidava, protegia e nutria pessoas convalescentes, idosos e deficientes. […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais