SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   AGU garante continuidade do projeto de desestatização do Porto de Santos

AGU garante continuidade do projeto de desestatização do Porto de Santos


Fonte: AGU (22 de fevereiro de 2022 )
Leilão irá possibilitar investimentos na área e arrecadação estimada em R$ 28 bilhões para a União – Imagem: gov.br

 

A Advocacia-Geral da União (AGU) impediu na Justiça a paralisação de procedimentos prévios à desestatização do Porto de Santos.

 

A atuação ocorreu no âmbito de duas ações civis coletivas movidas por sindicatos para pedir a suspensão de consulta e audiência públicas marcadas pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

 

A AGU contestou o pedido, explicando que as justificativas técnicas do projeto já foram apresentadas e que os documentos que embasam a proposta estão disponíveis no site da Antaq, para conhecimento público, de modo que os princípios da transparência e da publicidade foram observados.

 

O pedido de liminar dos sindicatos foi indeferido pela Justiça Federal de Santos. A decisão assinalou que a audiência pública, realizada no último dia 10 de fevereiro, é uma oportunidade para o “debate plural e participação ativa da comunidade portuária”. “Ao que tudo indica, notadamente pelos estudos referidos pela União em sua manifestação, está presente a motivação, em atendimento aos princípios constitucionais, apta a dar início aos procedimentos de desestatização”, destacou o juízo em trecho da decisão.

 

O advogado da União Rafael Cardoso de Barros conta que os membros da AGU atuaram de forma ágil rápida e eficiente no caso, apresentando ao juízo em menos de 48 horas os prejuízos que eventual suspensão da audiência causaria ao cronograma dos procedimentos preparatórios à licitação.

 

“Após o leilão, a União poderá obter receitas da ordem de R$ 28 bilhões durante todo o período de concessão, além dos investimentos na região portuária e nas cidades do entorno de Santos”, salienta.

 

Atuaram no caso a Coordenação Regional de Serviço Público da Procuradoria-Regional da União da 3ª Região, a Consultoria Jurídica do Ministério da Infraestrutura e a Procuradoria Federal da Antaq.


Mais lidas


Celebramos hoje (12) o Dia Internacional da Enfermagem, data escolhida em homenagem ao aniversário de Florence Nightingale, considerada a pioneira da enfermagem moderna.   Para quem não sabe, a profissão tem origem milenar e data da época em que ser enfermeiro era uma referência a quem cuidava, protegia e nutria pessoas convalescentes, idosos e deficientes. […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais