SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   OMC vê abrandamento nas cadeias de abastecimento e provável alta de exportações

OMC vê abrandamento nas cadeias de abastecimento e provável alta de exportações


Fonte: Valor Econômico (21 de fevereiro de 2022 )
“Barômetro de mercadorias” visa a dar informações em tempo real sobre a trajetória do comércio mundial — Foto: Gerard Bottino/Newscom

 

Os problemas nas cadeias globais de abastecimento mostram sinais de abrandamento, sinalizando uma possível melhora para os fluxos de exportações e importações, aponta a Organização Mundial do Comércio (OMC) em seu “barômetro de mercadorias” publicado hoje.

 

Esse barômetro visa a dar informações em tempo real sobre a trajetória do comércio mundial. Pelo mecanismo, um resultado maior que 100 aponta crescimento do comércio acima da tendência de médio prazo e abaixo de 100 mostra tendência de contração das exportações e importações.

 

A OMC constata que as disrupções nas cadeias de abastecimento têm amortecido a força da recuperação no comércio global de mercadorias, mas que isso pode estar começando a mudar. O barômetro do comércio de mercadorias em dezembro ficou em 98,7, ligeiramente abaixo da leitura de novembro passado de 99,5, indicando uma perda de impulso no comércio no início de 2022, após a forte recuperação dos volumes comerciais do ano passado.

 

No entanto, avalia a OMC, o índice também mostra sinais de que já chegou ao fundo do poço, e que o comércio de mercadorias pode voltar a ter impulso em breve, mesmo que permaneça abaixo da tendência no curto prazo.

 

Para a OMC, além das contínuas interrupções na cadeia de abastecimento, a fraqueza do barômetro é parcialmente explicada pelas restrições sanitárias para combater a variante ômicron da covid-19, que alguns países estão agora eliminando depois que o impacto da nova variante na saúde se mostrou relativamente leve.

 

A avaliação na entidade global é de que o relaxamento dessas medidas poderia impulsionar o comércio nos próximos meses, embora futuras variantes da covid-19 continuem a apresentar riscos à atividade econômica e ao comércio mundial.

 

A maioria dos índices de componentes do barômetro estava próxima ao seu valor de base de 100 indicando tendência de crescimento: encomendas de exportações (99,9), carga aérea (101,7), componentes eletrônicos (98,6) e matérias-primas (101,6). Isso confirma que a desaceleração está freada nessas áreas. Já o índice de produtos automotivos (92) continua abaixo da tendência, mas a situação melhorou com mais embarques de componentes eletrônicos, incluindo semicondutores.

 

O índice de transporte de contêineres por navios (97,2) continua também abaixo da tendência, refletindo a persistência de problemas de congestionamento nos portos. No geral, os índices dos gerentes de compras mostram que os prazos de entrega estão diminuindo gradualmente no mundo todo, mas não o suficiente para muitos produtores e consumidores.

 

Cumulativamente, o volume de comércio nos três primeiros trimestres de 2021 aumentou 11,9% em comparação com os três primeiros trimestres de 2020, acima da previsão da OMC de 10,8% de outubro.


Mais lidas


Celebramos hoje (12) o Dia Internacional da Enfermagem, data escolhida em homenagem ao aniversário de Florence Nightingale, considerada a pioneira da enfermagem moderna.   Para quem não sabe, a profissão tem origem milenar e data da época em que ser enfermeiro era uma referência a quem cuidava, protegia e nutria pessoas convalescentes, idosos e deficientes. […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais