SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Mais cinco projetos de infraestrutura são definidos como prioritários para receber incentivos fiscais

Mais cinco projetos de infraestrutura são definidos como prioritários para receber incentivos fiscais


Fonte: Ministério da Infraestrutura (14 de fevereiro de 2022 )

Mais cinco projetos de infraestrutura foram considerados aptos a receber incentivos fiscais pelo Governo Federal. No mês de janeiro, o Ministério da Infraestrutura (MInfra), através da Secretaria de Fomento, Planejamento e Parcerias (SFPP), aprovou quatro projetos de transportes como prioritários para habilitação ao Regime Especial de Incentivo para o Desenvolvimento de Infraestrutura (Reidi) na Receita Federal do Brasil. Um quinto empreendimento recebeu a aprovação de emissão de debêntures incentivadas.

 

Juntos, os quatro projetos de transporte habilitados ao Reidi devem receber incentivos da ordem de R$ 404 milhões. Trata-se de dois empreendimentos no setor ferroviário, localizados em São Paulo e Mato Grosso; um de rodovia, que passa por Rio de Janeiro e São Paulo, e outro do setor portuário, no Espírito Santo. Os investimentos somados desses cinco projetos chegam a R$ 9 bilhões. Com a habilitação ao Reidi, as empresas beneficiárias poderão solicitar junto à Receita Federal que se suspenda, por até 5 anos, a cobrança de PIS e de COFINS na compra e importação de máquinas, equipamentos e serviços direcionados à obra de infraestrutura e incorporados ao seu ativo imobilizado.

 

O Minfra também aprovou um projeto de investimento em infraestrutura ferroviária, proposto pela Rumo Malha Sul S/A, como prioritário para emissão de debêntures incentivadas. O projeto está localizado nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Com a medida, quem comprar as debêntures incentivadas emitidas pela Rumo Malha Sul S/A ficará isento de pagamento de imposto de renda sob a rentabilidade desses papéis.

 

Balanço

No ano passado, o MInfra aprovou 22 projetos de logística e transportes como prioritários para emissão de debêntures incentivadas. É esperado que se concretizem novas ofertas públicas no montante de R$ 18 bilhões nos próximos três anos para composição do funding desses projetos. No mesmo período, foram aprovados 28 projetos de transportes como prioritários para habilitação ao Reidi. Estima-se que esses projetos capturem R$ 1,4 bilhão em benefício fiscal para viabilizar empreendimentos em aeroportos, ferrovias, rodovias e portos, bem como a geração de investimentos de 27 bilhões no país.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais