SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Peças impressas em 3D podem tornar navios cargueiros menos poluentes

Peças impressas em 3D podem tornar navios cargueiros menos poluentes


Fonte: Portos e Mercados (19 de janeiro de 2022 )
Motor de navio equipado com bico injetor impresso em 3D (Imagem: Reprodução/DTU)

 

Pesquisadores da Universidade Técnica da Dinamarca (DTU) desenvolveram um novo sistema que permite que peças de motores de navios cargueiros sejam impressas em 3D. A ideia é tornar essas embarcações mais sustentáveis e menos poluentes, reduzindo seu consumo de combustível.

 

Ao imprimir partes individuais do motor, os cientistas esperam otimizar todo o processo de fabricação no futuro. Um desses componentes impressos é o bico injetor, responsável pela quantidade de combustível injetada no sistema durante o processo de funcionamento das máquinas.

 

“Nós criamos um modelo de análise para fornecer uma visão geral de como a impressão 3D pode agregar valor ao produto final. Isso também se aplica às peças individuais do motor, que devem ser continuamente otimizadas para atender aos requisitos futuros de um consumo menor e mais ecológico”, explica o engenheiro mecânico Thomas Dahmen, autor principal do estudo.

 

No futuro, os pesquisadores esperam poder construir componentes metálicos impressos em 3D que vão além dos bicos de injeção de combustível. O objetivo é fabricar motores inteiros mais leves e eficientes, que possam ser adaptados aos navios de carga convencionais já em operação.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais