SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Edital de privatização da Codesa deve sair em janeiro, diz governo

Edital de privatização da Codesa deve sair em janeiro, diz governo


Fonte: EXAME (4 de janeiro de 2022 )
Privatizações: edital do Porto de Vitória deve ser lançado em janeiro (Getty Images/Getty Images)

 

A primeira privatização de portos no país deve sair no terceiro trimestre. O Ministério da Infraestrutura deve lançar o edital de venda do Porto de Vitória, a Companhia Docas do Espírito Santos (Codesa), na terceira semana deste mês, segundo apurou EXAME. Com isso, a expectativa é que o leilão seja realizado em março.

 

O valor mínimo de outorga estipulado é de 471,6 milhões de reais, conforme definido em análise do Tribunal de Contas da União (TCU). Inicialmente, a previsão do governo era de um lance mínimo de 719,5 milhões de reais. “Vale destacar que o processo teve um fluxo bastante satisfatório e o leilão não é focado em arrecadação”, diz Diogo Piloni, secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários do Ministério da Infraestrutura.

 

A privatização da Codesa é vista como um ensaio para a venda da joia da Coroa, o Porto de Santos, o maior da América Latina, que deve atrair aportes da ordem de 16 bilhões de reais — o leilão deve acontecer no final deste ano.

 

A Codesa, responsável pela administração do Porto de Vitória e Barra do Riacho, registrou uma movimentação de carga de 8 milhões de toneladas em 2021, 14% mais do que em 2020. De acordo com o BNDES, responsável pela modelagem da privatização, a companhia tem capacidade para movimentar 14 milhões de toneladas. Os estudos realizados pela instituição apontaram que mais de 500.000 metros quadrados de área estão disponíveis para projetos de expansão.
Além do Porto de Santos e da Codesa, também estão na fila de privatizações a Companhia Docas da Bahia (Codeba) e os complexos portuários de Itajaí (SC) e São Sebastião (SP).

Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais