SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Clia anuncia que operações de cruzeiros no Brasil estão suspensas até 21 de janeiro

Clia anuncia que operações de cruzeiros no Brasil estão suspensas até 21 de janeiro


Fonte: G1 (4 de janeiro de 2022 )
Passageiros aguardam mais de 6 horas para embarcar no navio MSC Preziosa — Foto: Reprodução / G1

 

A Associação Brasileira de Navios de Cruzeiros (Clia) Brasil anunciou, nesta segunda-feira (3), a suspensão voluntária imediata das operações nos portos do Brasil até 21 de janeiro de 2022. No Porto de Santos, no litoral de São Paulo, dois navios estão em quarentena, o Costa Diadema e o MSC Splendida.

 

A medida foi anunciada por meio de nota, após casos de Covid-19 serem confirmados dentro de embarcações e dois navios entrarem em quarentena. Segundo a associação, os casos da doença identificados em navios de cruzeiro “consistem em uma pequena minoria da população total a bordo”.

 

Conforme a Clia, a suspensão temporária e voluntária ocorre com efeito imediato para novas partidas, e nenhum hóspede será embarcado. Somente os cruzeiros atuais vão finalizar seus itinerários conforme planejado.

 

Em Santos, o Costa Fascinosa tem embarque previsto para esta segunda-feira, no entanto, a empresa ainda não informou se a embarcação realizará a viagem. Há passageiros esperando há mais de sete horas no Terminal Marítimo de Passageiros (Concais).

 

A associação afirma, ainda, que está trabalhando em nome da MSC Cruzeiros e da Costa Cruzeiros para alinhar com as autoridades do Governo Federal, Anvisa, estados e municípios em relação às interpretações e aplicações dos protocolos operacionais de saúde e segurança que haviam sido aprovados no inicio da atual temporada, no mês de novembro.

 

Anvisa já havia reforçado urgência de interrupção da temporada

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu, neste domingo (2), um comunicado contraindicando o embarque de passageiros que possuem viagens programadas em navios de cruzeiro para os próximos dias, após os surtos a bordo das embarcações que operam no país. A agência reguladora também reforçou a urgência da imediata interrupção da temporada de navios de cruzeiro no Brasil.

 

A recomendação da Anvisa, segundo comunicado, leva em consideração a mudança rápida no cenário epidemiológico, o risco de prejuízos à saúde dos passageiros e a imprevisibilidade das operações neste momento.

 

A orientação feita pela agência reguladora acontece após pelo menos três navios de cruzeiro registrarem casos de Covid-19 a bordo nos últimos dias.

 

Situação dos navios

Segundo a Anvisa, há atualmente cinco navios de cruzeiro operando em águas brasileiras. O Costa Diadema teve a operação interrompida na sexta-feira (30). A embarcação chegou ao Porto de Santos na manhã desta segunda-feira para o desembarque dos passageiros e tripulantes a bordo. A companhia marítima Costa Crociere anunciou o cancelamento das próximas duas saídas do cruzeiro, que entrou em quarentena.

 

O navio MSC Preziosa atracou na manhã deste domingo no Porto do Rio de Janeiro. O desembarque dos passageiros foi iniciado após avaliação das autoridades de saúde da situação epidemiológica a bordo. A embarcação está no nível 3 do cenário epidemiológico. De acordo com essa avaliação, os novos embarques neste domingo foram autorizados.

 

Já o Costa Fascinosa e o MSC Seaside seguem operando, no nível 3 do cenário epidemiológico, mas, segundo a Anvisa, a mudança deste cenário pode impedir novos embarques e levar ao encerramento dos cruzeiros. O Costa Fascinosa está no Porto de Santos, e passageiros aguardam para saber se a embarcação seguirá ou não viagem.

 

Neste domingo, passageiros que aguardavam para embarcar no MSC Splendida em Santos foram informados que o navio não seguiria viagem, após aguardarem no terminal de embarque durante todo o dia. Apesar do anúncio aos passageiros ter sido feito apenas durante a noite, a Anvisa informou que a embarcação já havia sido notifica no sábado (1º) sobre o impedimento de embarque.

 

O MSC Splendida já havia tido sua operação interrompida no último dia 30, com passageiros isolados em suas cabines. O cenário epidemiológico do navio foi alterado para nível 4 no domingo, que implica em quarentena para a embarcação.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais