SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   LDC e Brado usam ferrovia em embarque inédito de algodão em pluma

LDC e Brado usam ferrovia em embarque inédito de algodão em pluma


Fonte: Valor Econômico (29 de dezembro de 2021 )
Carga percorreu mais de 1,5 mil quilômetros de trilhos entre Rondonópolis (MT) e Cubatão (SP) e seguiu para o porto de Santos, de onde partiu à China — Foto: Ruy Baron/Valor

 

A Louis Dreyfus Company (LDC), uma das maiores tradings agrícolas do mundo, e a Brado, especializada em logística, realizaram a primeira movimentação de um trem carregado exclusivamente com algodão em pluma do Brasil.

 

Segundo as empresas, o comboio de vagões, com 104 contêineres, percorreu mais de 1,5 mil quilômetros entre o terminal de Rondonópolis (MT) e a cidade de Cubatão (SP), onde foram distribuídos em terminais portuários de Santos (SP) para seguirem rumo à China.

 

“Para a LDC, investir em soluções logísticas é fundamental para levar o produto certo, ao local certo, no tempo certo, de forma segura, confiável e responsável”, disse, em nota, Henrique Snitcovski, diretor da área de grãos da LDC para a América Latina.

 

A Ásia é o continente que mais consome a fibra no mundo. Na safra 2020/21, a China foi o destino de mais 30% das exportações brasileiras de algodão, e o Brasil consolidou-se como o segundo maior exportador mundial de algodão, atrás somente dos Estados Unidos, segundo Associação Nacional dos Exportadores de Algodão (Anea).

 

“Com essa operação inédita, proporcionamos uma solução inovadora e com ESG. Nela, o nível de segurança entre sinistros e avarias é altíssimo e as emissões ferroviárias são quase sete vezes menores do que as rodoviárias. Assim, estamos trazendo novas alternativas”, acrescentou Vinicius Cordeiro, gerente executivo comercial da Brado.


Mais lidas


Conheça um pouco sobre a trajetória e o trabalho exercido pelos advogados de nossas associadas - Vivian Carvalho, gerente jurídico e compliance da Brasil Terminal Portuário e Leandro Fernandes, gerente jurídico do Terminal 12A. Pelo SOPESP, nossa Relações Institucionais, Marcelli Mello e nossa Assessora Jurídica, Gislaine Heredia.

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais