SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   O que não pode faltar na desestatização do Porto, por Régis Prunzel, Presidente do SOPESP

O que não pode faltar na desestatização do Porto, por Régis Prunzel, Presidente do SOPESP


Fonte: Jornal da Orla (23 de dezembro de 2021 )

O presidente do Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo, Regis Prunzel, avalia as precauções que devem ser tomadas para evitar que o processo de desestatização da autoridade portuária do Porto de Santos gere desequilíbrios entre os operadores. Ele salienta que é preciso garantir a segurança jurídica e os prazos dos contratos já firmados e também tarifas portuárias com valores razoáveis.

 


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais