SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Todos   /   Instituto Histórico e Geográfico de Santos busca recursos para digitalizar acervo histórico

Instituto Histórico e Geográfico de Santos busca recursos para digitalizar acervo histórico


Fonte: A Tribuna On-line (16 de dezembro de 2021 )
Instituto Histórico e Geográfico de Santos busca recursos para digitalizar acervo histórico Foto: Vanessa Rodrigues/AT

 

O Instituto Histórico e Geográfico de Santos (IHGS) lançou a campanha 100 por Santos. O objetivo é ter o apoio de 100 empresas para garantir R$ 20 mil mensais e bancar a digitalização do acervo histórico que a entidade possui. Cada empresa repassaria R$ 200 por mês durante dois anos, tempo suficiente para a conclusão do trabalho. Para colaborar, basta acessar aqui, onde estão detalhes e os contatos.

 

São mais de 2,5 milhões de páginas de cerca de 50 títulos diferentes de jornais e revistas editados na Baixada Santista entre 1850 e 2008. Em 2019, com uso de uma máquina digitalizadora profissional alugada com recursos próprios, o Instituto conseguiu digitalizar mais de 40 mil páginas de periódicos. Com a pandemia, teve de devolver o equipamento e suspender o processo.

 

O jornalista e escritor Sergio Willians, presidente do IHGS, explica que a entidade já conseguiu duas novas máquinas, uma foi comprada com recursos de multas do Ministério Público Estadual (MPE), via Fundação Arquivo e Memória de Santos (FAMS), e já foi entregue. A outra já está sendo adquirida pela Secretaria de Cultura de Santos (Secult).

 

“Agora precisamos desse dinheiro para custeio, contratar pessoas, pagar insumos. A campanha é uma convocação à sociedade, às empresas, que se unam na missão de fazer o projeto. É um valor simbólico para uma empresa, mas que se torna grande quando juntamos todas”, diz Willians.

 

Para ele, é fundamental que as empresas tenham a compreensão da importância do resgate das memórias da região depositadas nos acervos de jornais históricos. “É bem mais trabalhoso captar recursos junto a essa quantidade enorme de empresas, mas, se olharmos pelo lado positivo, é uma grande oportunidade para registrarmos uma luta coletiva em torno de uma causa de resgate, e que tem começo, meio e fim”, disse Willians, ratificando que o maquinário será utilizado depois para digitalizar outros tipos de documentos, mantendo sua utilidade nas instituições públicas e privadas de interesse público em Santos e região.

 

As empresas que aderirem, além de terem seus nomes vinculados à missão, receberão produtos do IHGS e a produção de um artigo histórico sobre ela no Blog Memória Santista, produzido por Willians, que também é colunista do jornal A Tribuna.

 

Biblioteca Nacional

Todo o trabalho digital produzido pelo IHGS já está sendo abrigado no sistema da Hemeroteca Digital Brasileira, mantido pela Fundação Biblioteca Nacional (FBN). “Em 2019, celebramos um Termo de Cooperação Técnica com a FBN. Lá já estão não só as 40 mil páginas por nós digitalizadas, mas outras cerca de 550 mil páginas do jornal A Tribuna, que foram digitalizadas pela própria Biblioteca Nacional a partir dos microfilmes do acervo do Grupo Tribuna”, explica Willians.

 

O acordo, diz ele, foi intermediado pelo IHGS e contou com o apoio da deputada federal Rosana Valle (PSB), que destinou emenda de R$ 100 mil, em 2020, para que a FBN utilizasse no projeto da Hemeroteca Digital, que compartilha hoje cerca de 150 milhões de páginas de jornais e revistas de todo o País.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais