SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Dragagem   /   Guarda portuária integra sistema federal de inteligência

Guarda portuária integra sistema federal de inteligência


Fonte: A Tribuna.com (26 de novembro de 2021 )
Guarda Portuária de Santos tem 128 anos conta com 267 profissionais que atuam no cais santista – Foto: Carlos Nogueira/AT

 

A Guarda Portuária (Gport) vai integrar a Plataforma Integrada de Operações e Monitoramento de Segurança Pública (Córtex), um sistema federal de inteligência, vinculado ao Ministério da Justiça e da Segurança Pública. A ferramenta tem como objetivo cruzar dados de pessoas e veículos para o combate à criminalidade no Porto de Santos.

 

A plataforma usa, de forma rápida, milhares de informações de órgãos públicos e câmeras viárias instaladas em várias cidades e estados do País. De acordo com o deputado estadual Danilo Balas (PSL), que intermediou as negociações entre a Autoridade Portuária e a pasta da Justiça, são necessários apenas sete segundos para uma consulta aos bancos de dados.

 

“Com a Guarda Portuária, o objetivo é integrar um maior número de veículos na nossa base de dados, incluindo lanchas, veleiros e pequenas embarcações que podem ser usadas, por exemplo, para o tráfico de drogas. Além de um fluxo gigantesco de caminhões no Porto de Santos”, afirmou o parlamentar.

 

Balas ainda destaca a possibilidade do novo sistema prevenir o roubo de cargas. “Há uma base grande de dados de pessoas e veículos, o que é importante para prevenção e repressão imediata de ilícitos. Com o Córtex, essas informações são unificadas. Um veículo roubado no Mato Grosso, por exemplo, pode ser rastreado na entrada do Porto”, destacou o parlamentar.

 

Reunião

 

[TEXTO]Na semana passada, Balas esteve na Cidade para apresentar à Gport o sistema de inteligência. “A minha função é fazer a ponte com o Ministério (da Justiça e Segurança Pública), fazer a explanação para que os municípios saibam que existe o sistema. Depois, o acordo de cooperação é feito diretamente com a pasta”, explicou o parlamentar.

 

Agora, segundo ele, o trâmite necessário para o início das operações é rápido. “A Guarda Portuária, por ser um órgão federal, tem o processo de implementação do sistema Córtex mais rápido”

 

Em nota, o Ministério da Justiça explicou que “não há necessidade da assinatura de um Acordo de Cooperação Técnica, uma vez que a Guarda Portuária de Santos faz parte do Sistema Único de Segurança Pública (Susp), que viabiliza a interlocução do banco de dados entre os seus membros”.

 

Autoridade Portuária

 

[TEXTO]Procurada, a Santos Port Authority (SPA), a autoridade portuária de Santos, preferiu não comentar a questão. “Informações de caráter público estão à disposição nos termos da legislação. A responsabilidade pela segurança pública do Porto de Santos é da Comissão Estadual de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis (Cesportos-SP)”.

 

A estatal destacou apenas que a Gport conta com 287 profissionais e que a corporação completou recentemente 128 anos.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais