SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Porto de Rio Grande apresenta risco altíssimo para aumento do nível do mar, mostra estudo

Porto de Rio Grande apresenta risco altíssimo para aumento do nível do mar, mostra estudo


Fonte: G1 (23 de novembro de 2021 )
Porto de Rio Grande é o principal terminal hidroviário do RS — Foto: Reprodução/RBS TV

 

Um estudo da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), divulgado nesta segunda-feira (22), projeta as ameaças climáticas que portos do Brasil devem sofrer nos próximos anos. Observando os níveis de emissão de CO² na atmosfera em 2030 e 2050, o porto de Rio Grande, no Sul do estado, tem risco altíssimo de ameaça pelo aumento do nível do mar, sendo o segundo mais alto dos 21 terminais analisados.

 

Rio Grande tem ainda risco altíssimo, o maior entre os portos, de sofrer com tempestades, segundo a ANTAQ. Em relação a vendavais, o risco observado é alto.

 

A Portos RS, autoridade portuária responsável pelos terminais do estado, afirma que o Porto de Rio Grande vem fazendo um esforço em conjunto com a ANTAQ para averiguar a situação, como explica o diretor de Qualidade, Saúde, Meio Ambiente e Segurança do órgão, Henrique Ilha.

 

“O Porto de Rio Grande é mais ao sul e está mais afeito às grandes modificações provocadas pelo clima. Os mares do sul têm essa potência especial”, diz.

Esses indicadores servirão para que o porto se prepare para eventuais fenômenos climáticos.

 

“Isso [o estudo] é bom para o porto, porque nós temos agora todo um roteiro. Essa consultoria vai estruturando quais são os pontos de maior cuidado que nós devemos ter”, explica Henrique Ilha.

 

A agência lista uma série de recomendações para evitar os impactos projetados para as próximas décadas. Entre as medidas, estão a diversificação das ligações terrestres para o porto, a construção de infraestruturas de abrigo, a ampliação do processo de dragagem e a melhoria da qualidade dos acessos ao terminal.

 

“Espera-se que o levantamento possa ser o ponto de partida para a melhoria regulatória do setor portuário, além de se constituir um norteador de políticas públicas sobre o tema, tão importante e atual para o país e o mundo”, diz o diretor-geral da ANTAQ, Eduardo Nery.

 

Um acordo entre a ANTAQ e a Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável prevê a elaboração de levantamentos específicos para os portos de Rio Grande, Santos (SAP) e Aratu (BA). A medida visa detalhar os impactos das ameaças climáticas na infra e superestrutura desses terminais.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais