SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Leilão do terminal de combustíveis em Santos STS 08 não recebe propostas

Leilão do terminal de combustíveis em Santos STS 08 não recebe propostas


Fonte: Valor Econômico (17 de novembro de 2021 )

Um dos terminais de combustíveis no Porto de Santos, o STS 08, não recebeu oferta de nenhum grupo privado, segundo fontes de mercado. A licitação está marcada para esta sexta-feira (19), e a entrega de ofertas ocorreu nesta terça (16). Já o terminal STS 08A, outro terminal de granéis líquidos no porto, recebeu proposta. A grande expectativa do mercado é que este contrato fique com a Petrobras, que hoje já opera ambas as áreas, por meio de um contrato precário de sua subsidiária Transpetro.

 

A previsão de investimento no STS 08 era de R$ 265,5 milhões, que não serão contratados. Já no STS 08A, que tem uma área maior, deverão ser realizados R$ 792 milhões de obras e melhorias, ao longo dos 25 anos de contrato.

 

Inicialmente, a expectativa era de grande competição pelos terminais. De fato, alguns grupos chegaram a estudar o leilão, como a Santos Brasil. No entanto, a percepção do setor privado é que o risco do investimento seria muito alto.

 

O principal temor é em relação às incertezas políticas quanto à política de preços da Petrobras, que seria concorrente do novo operador, segundo uma fonte. Uma das principais possibilidades que vinham sendo estudadas era a de usar o terminal para movimentar combustível importado. Porém, com isso, o operador privado ficaria exposto a uma eventual mudança de direcionamento na gestão da Petrobras — com uma mudança na política de preços, a empresa correria o risco de perder competitividade e passar a ter que comprar combustível da própria estatal.

 

Outro fator relevante, que tem impactado todos os projetos de infraestrutura, é o aumento do preço dos insumos, que tem afetado de forma importante as projeções de investimento.

 

Com a ausência de interessados pelo STS 08, ainda não está fechado como ficará a operação do local, mas existiria uma possibilidade de a Transpetro seguir operando de forma transitória no local. A subsidiária da Petrobras faz a operação de toda a área desde 1993. O contrato deveria ter se encerrado em 2014, mas, desde então, a estatal vinha conseguindo firmar sucessivos contratos de transição para permanecer no local.

 

Em 2019, o Ministério de Infraestrutura definiu que a área deveria ser dividida em duas e relicitada, para atrair novos investimentos e regularizar a situação — o que deverá se concretizar ao menos no STS 08A. Além disso, hoje, a Transpetro desembolsa cerca de R$ 20 milhões por ano para a Santos Port Authority, companhia docas que administra o porto. Com o novo contrato do STS 08A, o valor deverá subir para R$ 108 milhões por ano.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais