SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Arábia Saudita anuncia cidade flutuante com carbono zero

Arábia Saudita anuncia cidade flutuante com carbono zero


Fonte: ANBA (17 de novembro de 2021 )
Governo saudita lançou o projeto Neom, complexo industrial que ficará no Mar Vermelho e tem como meta ser um modelo no setor, com integração logística, geração de empregos e proteção ambiental – Foto: Divulgação/ANBA

 

O príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, anunciou nesta terça-feira (16) o lançamento da cidade de Neom, também chamada de Oxagon, com a pretensão de que seja o maior complexo flutuante do mundo. Ela ficará no Mar Vermelho, próxima ao Canal de Suez, e a Arábia Saudita quer fazer do local uma referência global em adoção de tecnologia de ponta e sustentabilidade ambiental.

 

A notícia foi publicada no site do jornal saudita Arab News com base em informações da agência de notícias oficial saudita, a Saudi Press Agency (SPA). A nova cidade será movida por energia 100% limpa e seu núcleo industrial será baseado em sete segmentos, todos tendo como norte das atividades a inovação e as novas tecnologias.

 

Os setores são energia sustentável; mobilidade autônoma; inovação em água; produção sustentável de alimentos; saúde e bem-estar; tecnologia e manufatura digital; e métodos modernos de construção. Mobilidade autônoma são equipamentos capacitados a operar sozinhos. Manufatura digital é a aplicação da tecnologia ao processo produtivo. No caso de Neom, esse setor vai incluir telecomunicações, tecnologia espacial e robótica.

 

A cidade incluirá o porto saudita de Duba e ficará próximo de outro projeto similar chamado The Line. Boa parte do comércio mundial passa pelo Mar Vermelho, onde ficará a estrutura, que está planejada e posicionada para ser um dos centros de logística mais avançados do mundo, com conectividade de última geração entre porto, ferrovia e aeroporto. A cidade faz parte da Visão 2030, plano de desenvolvimento de longo prazo da Arábia Saudita.

 

O projeto tem a ambição de redefinir a abordagem mundial para o desenvolvimento da indústria do futuro, protegendo o meio ambiente enquanto cria empregos e crescimento. As comunidades poderão ser percorridas a pé pela população ou por meio de transporte movido a hidrogênio. As indústrias, sustentáveis, serão construídas em torno das comunidades, minimizando tempo de deslocamento, com integração entre natureza e ambiente urbano.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais