SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Projeto de descarbonização estuda hidrogênio no porto de Immingham, no Reino Unido

Projeto de descarbonização estuda hidrogênio no porto de Immingham, no Reino Unido


Fonte: The Marítime Executive (8 de outubro de 2021 )
Immingham, na costa leste, é o maior porto do Reino Unido em termos de tonelagem anual de carga (ABP)

 

Um estudo de viabilidade analisando o potencial de descarbonização do hidrogênio no Porto de Immingham, no Reino Unido, foi lançado em setembro de 2021 e deve ser executado até março de 2022. O projeto está estudando as oportunidades comerciais para produzir, fornecer e usar hidrogênio no porto, que a Associação de Portos Britânicos afirma ser o maior porto do Reino Unido em tonelagem, movimentando cerca de 46 milhões de toneladas de carga todos os anos.

 

O Projeto Mayflower, que será executado por um consórcio de quatro empresas da Toyota Tsusho UK, Uniper, Siemens Energy UK&I e Associated British Ports, criará um modelo de descarbonização dentro do porto usando hidrogênio para formular um plano de comercialização no futuro . 

 

Entre as áreas específicas a serem estudadas estão as opções potenciais para a produção, transporte e armazenamento de hidrogênio, e como fonte de combustível substituto para o diesel e o óleo combustível pesado usado no transporte, por meio da conversão em células a combustível. Além disso, o desenvolvimento de aplicações potenciais de hidrogênio para máquinas portuárias de movimentação de carga será analisado e avaliado. A partir de 2022, o grupo planeja começar a investigar a obtenção de financiamento com o objetivo de comercializar a produção de 20 MW de hidrogênio verde para uso no Porto de Immingham até 2025.

 

A Uniper está fornecendo gerenciamento de projetos e liderando a viabilidade técnica. O objetivo é usar energia renovável para produzir hidrogênio verde com equipamentos de eletrólise de água de ponta da Siemens Energy. A ABP irá alavancar seu know-how obtido com a operação de um total de 21 portos no Reino Unido, incluindo Immingham, para apoiar o uso de hidrogênio nos portos. O Grupo Toyota Tsusho está investigando um modelo de produção local para consumo de hidrogênio no Porto de Los Angeles e planeja usar as informações usadas para investigar o desenvolvimento da infraestrutura, incluindo instalações portuárias e abastecimento de hidrogênio, bem como volumes de redução de emissões de GEE ao fazer o máximo de sua expertise em descarbonização portuária.

 

O projeto foi selecionado para a Competição de Demonstração Marítima Limpa, financiada pelo Departamento de Transporte do Governo do Reino Unido e entregue em parceria com a Innovate UK.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais