SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Braskem põe inovação e química “verde” na vitrine

Braskem põe inovação e química “verde” na vitrine


Fonte: Valor Econômico (5 de outubro de 2021 )
Foto: Divulgação

Maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, a Braskem promove nesta semana a Braskem Week, sua primeira feira proprietária e 100% virtual, para apresentar soluções sustentáveis da química e do plástico que estão em desenvolvimento ou já em produção comercial.

 

Considerada uma das principais avenidas de crescimento dos negócios no médio e longo prazos, a química “verde” já vinha sendo explorada há anos pela Braskem e ganhou novo impulso com a maior preocupação dos clientes com a temática ambiental. “Nossa jornada é crescer com clientes e parceiros na química sustentável”, disse a vice-presidente da unidade de vinílicos e especialidades da petroquímica, Isabel Figueiredo.

 

Segundo o vice-presidente de Olefinas e Poliolefinas da companhia na América do Sul, Edison Terra, o evento funcionará como canal para tratar desse tema com diferentes públicos. “A Braskem age para promover o crescimento do mercado, ao mesmo tempo em que busca sinergia com diferentes parceiros em busca de um futuro mais circular e sustentável”, disse.

 

A estratégia da companhia compreende, além da oferta de biomateriais, redução do consumo de energia, preservação de recursos naturais, uso de energia renovável e eliminação de resíduos plásticos, entre outras iniciativas, acrescentou o executivo. A lista de projetos é grande e será exposta na feira virtual.

 

Um dos mercados mais relevantes para as três principais resinas (polietileno, polipropileno e PVC), a indústria de embalagens está entre as prioridades. Recentemente, contou o executivo, a Mãe Terra se tornou a primeira marca do mercado alimentício a usar uma embalagem do tipo sachê que se mantém em pé (stand up pouch) produzida somente com polietileno, desenvolvida pela Braskem e pela Antilhas. Por ser monomaterial, a embalagem é mais facilmente reciclada e gera uma resina pós-consumo de maior qualidade, impulsionando a economia circular.

 

Em outra frente, a petroquímica elevou a aposta em solventes oxigenados e reciclados, bem como em uma tecnologia que reduz de forma importante o consumo de energia para produção de EDC (matéria-prima do PVC) e soda cáustica. Em parceria com a Chemetry, está investindo US$ 18 milhões para instalar uma unidade de demonstração em Alagoas.

 

Durante pré-abertura da Braskem Week, Terra afirmou que a companhia não vê risco de desabastecimento das principais resinas, mas gargalos na logística global impõem desafios e devem persistir no curto prazo. O executivo lembrou que houve momentos de oferta desbalanceada no mercado local, devido à redução dos estoques e á rápida retomada da demanda após as medidas iniciais de isolamento social. “Essa situação já ficou para trás. Não vemos risco de ruptura de abastecimento em nenhuma de nossas cadeias. Um ponto de atenção, agora, é relativo à crise energética”, afirmou.

 

Segundo o executivo, a Braskem tem investido para otimizar a confiabilidade energética das operações, em maior eficiência energética e redução de emissões. A companhia segue monitorando o posicionamento do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e já realizou algumas “reduções espontâneas” de consumo sem comprometer níveis de produção.

 

Na unidade de vinílicos e especialidades, disse Isabel, a Braskem já realizou as grandes paradas programadas para manutenção e está pronta para atender à demanda sem risco de ruptura. “Estamos prontos para suprir o mercado de forma muito tranquila, a não ser que venha algo que esteja fora do nosso controle, como a questão energética. Por enquanto, não vemos esse risco, mas a situação pode ser agravar”, observou.


Mais lidas


Trabalhar no Porto de Santos é o sonho de muitos estudantes e profissionais. Oportunidades não faltam! Afinal, são várias empresas que atuam nos quase 8 milhões de m² do maior porto da América Latina.   Com toda essa estrutura, logística e evolução tecnológica, as empresas vêm exigindo cada vez mais profissionais altamente qualificados e capacitados. […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais