SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Governo brasileiro autoriza retorno de cruzeiros

Governo brasileiro autoriza retorno de cruzeiros


Fonte: Ministério do Turismo (4 de outubro de 2021 )
Temporada de cruzeiros 2021/2022 deve superar os índices pré-pandemia. Crédito: Danilo Borges/MTur

 

Uma portaria que autoriza o retorno dos cruzeiros à costa brasileira deve ser publicada nos próximos dias e dará sinal verde para a temporada 2021/2022. A novidade foi possível graças a aprovação dos ministérios da Saúde, Justiça, Infraestrutura, Turismo e Casa Civil. A próxima etapa consiste no detalhamento e definição dos protocolos sanitários por parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que deverão ser anunciados em breve.

 

Com isso, os cruzeiros voltarão a navegar no país entre novembro de 2021 e abril de 2022, possibilitando que brasileiros se juntem às mais de 2 milhões de pessoas que já navegam pelo mundo desde que os cruzeiros retomaram suas operações com sucesso em cerca de 50 países. A retomada dos cruzeiros deverá gerar cerca de 35 mil empregos e injetar R$ 2,5 bilhões na economia nacional, número 11% maior do que o registrado na última estação, realizada em 2019/2020.

 

“Pessoal, estamos aqui em Dubai e aqui já começou a temporada de navios de cruzeiros. Em primeira mão, vou dar a notícia que teremos cruzeiros marítimos no Brasil este ano: a temporada está autorizada pelo governo. O presidente Bolsonaro determinou empenho total para que conseguíssemos liberar os navios, porque os cruzeiros geram em torno de 42 mil empregos diretos e indiretos no país. É isso aí, teremos cruzeiros marítimos este ano! Contem com o governo federal, contem com o Ministério do Turismo para o que for preciso”, comemorou o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

 

Entre as principais medidas adotadas e que deverão ser definidas pela Anvisa no Brasil estão: testes de Covid-19 pré-embarque em todos os hóspedes, com triagem rigorosa; tripulantes vacinados, com três testes antes de entrar em serviço e quarentena; além de uso de máscaras, distanciamento, ocupação reduzida, ar fresco sem recirculação, desinfecção e higienização constantes. Outra importante medida é que as excursões seguirão os protocolos das Companhias Marítimas e os municípios, para que as pessoas possam desfrutar ao máximo do lazer com muita segurança.

 

“Somos gratos por todo trabalho e empenho do governo federal nesse processo, além do apoio e parceria de todos os estados e municípios que fazem parte da temporada. O retorno bem-sucedido da navegação é resultado de um trabalho conjunto extremamente técnico e criterioso da CLIA e da indústria de cruzeiros para a implementação de protocolos criados por médicos, cientistas e especialistas, colocando a segurança dos hóspedes, tripulantes e das cidades visitadas em primeiro lugar. Estamos prontos para navegar e para atender à demanda reprimida de pessoas apaixonadas por cruzeiros”, avaliou o presidente da CLIA Brasil, Marco Ferraz.

 

Para o presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), Carlos Brito, a notícia vem em boa hora. “Já há algum tempo a Embratur vem acompanhando a necessidade dessa demanda. O setor do turismo de cruzeiros é essencial para o desenvolvimento do turismo náutico e da nossa atividade como um todo. A notícia nos deixa muito felizes. Congratulamos com todos os parceiros mais essa vitória”, finalizou.

 

Para a temporada 2021/2022, estão previstas sete embarcações, responsáveis por ofertar mais de 566 mil leitos, maior oferta dos últimos quatro anos. São cerca de 35 mil leitos a mais do que a última temporada de 2019/2020. Além disso, estão previstos cerca de 130 roteiros e 570 escalas em destinos nacionais muito queridos e procurados pelos brasileiros, como Rio de Janeiro, Santos, Salvador, Angra dos Reis, Balneário Camboriú, Búzios, Cabo Frio, Fortaleza, Ilha Grande, Ilhabela, Ilhéus, Itajaí, Maceió, Porto Belo, Recife e Ubatuba.


Mais lidas


Trabalhar no Porto de Santos é o sonho de muitos estudantes e profissionais. Oportunidades não faltam! Afinal, são várias empresas que atuam nos quase 8 milhões de m² do maior porto da América Latina.   Com toda essa estrutura, logística e evolução tecnológica, as empresas vêm exigindo cada vez mais profissionais altamente qualificados e capacitados. […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais