SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   União aprova implementação da 2ª fase da Avenida Perimetral

União aprova implementação da 2ª fase da Avenida Perimetral


Fonte: Diário do Litoral (30 de setembro de 2021 )
A primeira fase da Avenida Perimetral, entregue em maio de 2013, contemplou a construção de viaduto – Foto: Divulgação/PMG

 

Guarujá deu importante passo para o aprimoramento da relação Porto-Cidade. Após anos reivindicando uma área da União para continuidade das obras da Avenida Perimetral, via de acesso aos terminais portuários, o Município acaba de conseguir anuência do Governo Federal. A decisão foi comunicada em ofício encaminhado pelo Ministério da Economia, na última semana. As obras serão executadas pela Autoridade Portuária de Santos (SPA) – antiga Codesp.

 

A segunda fase da Avenida Perimetral Portuária de Guarujá é a solução aguardada para segregar de vez o trânsito portuário do trânsito urbano no Distrito de Vicente de Carvalho, separando caminhões e outros veículos pesados dos automóveis.

 

“Quem vive na cidade sabe o quanto esse transtorno impacta na qualidade de vida, principalmente em período de safra, em que há um fluxo maior de caminhões. Por isso, o prefeito Válter Suman vem lutando por essa área desde que assumiu, em 2017. Demos um importante passo”, celebra a secretária de Planejamento, Polliana Iamonti.

 

Além da implantação da avenida, o projeto da obra contempla a construção de viadutos sobre a Rodovia Cônego Domenico Rangoni e a Avenida Santos Dumont, novas calçadas, passarelas para pedestres e ciclovia. Para tanto, a União investirá aproximadamente R$ 400 milhões. As intervenções, bem como os trâmites licitatórios, ficarão a cargo da SPA.

 

 

1ª fase

A primeira fase da Avenida Perimetral, entregue em maio de 2013, contemplou a construção de viaduto para facilitar o acesso dos caminhões aos terminais localizados na margem esquerda do Complexo Portuário da Baixada Santista, em Vicente de Carvalho.

 

Com essa intervenção, diminuíram sensivelmente os congestionamentos no local, causados pelo conflito viário com a linha férrea. O elevado fez com que as carretas passassem a acessar o Distrito pela Rua Idalino Pinez (Adubo), entrando na área portuária passando sobre a linha ferroviária.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais