SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Empresa japonesa quer lançar navio de carga movido a amônia até 2026

Empresa japonesa quer lançar navio de carga movido a amônia até 2026


Fonte: Portos e Mercados (23 de setembro de 2021 )
Como os tanques de amônia precisam ser extremamente herméticos, o navio de Imabari deve custar pelo menos 30% mais para construir em comparação com um navio de carga convencional – Foto: Portos e Mercados

 

Com a descarbonização emergindo como uma prioridade na tradicional indústria de transporte marítimo de emissões pesadas, a Imabari Shipbuilding do Japão pretende lançar um navio de carga que funciona inteiramente com amônia até 2026.

 

Nenhum navio movido a amônia foi construído até o momento, mas o combustível é considerado uma importante fonte de energia verde para o futuro. A Imabari pretende assumir a liderança no campo de vanguarda tanto em termos de tecnologia quanto de definição de regras, possivelmente recuperando parte da participação de mercado do Japão na construção naval perdida para a China e a Coreia do Sul nas últimas décadas.

 

A unidade de Imabari Nihon Shipyard desenvolverá um graneleiro capaz de transportar mais de 200 mil toneladas, projetado para transportar minério de ferro e outras cargas. Será construído no estaleiro Saijo de Imabari, na província de Ehime.

 

O novo navio de Imabari virá com bastante espaço para carga, bem como um tanque de armazenamento recém-desenvolvido que impede a evaporação da amônia. A trading house parceira Itochu montará postos de abastecimento em vários portos para que o navio possa encher um tanque menor com mais frequência.

 

O novo navio de Imabari virá com bastante espaço para carga, bem como um tanque de armazenamento recém-desenvolvido que impede a evaporação da amônia. A trading house parceira Itochu montará postos de abastecimento em vários portos para que o navio possa encher um tanque menor com mais frequência.

 

Fonte: Valor Econômico


Mais lidas


Trabalhar no Porto de Santos é o sonho de muitos estudantes e profissionais. Oportunidades não faltam! Afinal, são várias empresas que atuam nos quase 8 milhões de m² do maior porto da América Latina.   Com toda essa estrutura, logística e evolução tecnológica, as empresas vêm exigindo cada vez mais profissionais altamente qualificados e capacitados. […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais