SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   COFCO em todo o mundo: o modelo de negócios profundamente enraizado da África do Sul é a chave para o sucesso

COFCO em todo o mundo: o modelo de negócios profundamente enraizado da África do Sul é a chave para o sucesso


Fonte: COFCO International (20 de setembro de 2021 )
A COFCO International tem uma parceria direta com mais de 40 fazendas em todo o país que, juntas, representam a maior unidade de produção agrícola da África do Sul. A cooperação incentiva os produtores e a COFCO International a trabalharem juntos para reduzir custos e aumentar a eficiência da produção.

 

Situada em meio a um cenário verdejante com abundância de fauna e flora, a província de Mpumalanga, no leste da África do Sul, é um destino perfeito para férias. Mas seu clima subtropical também é adequado para o cultivo de algumas das principais culturas agrícolas do país, incluindo milho, soja e sorgo. No canto sul de Mpumalanga, perto do rio Vaal, está a cidade de Morgenzon – “sol da manhã” em holandês. É aqui, na fazenda “Bloukop” da família Du Toit, que a COFCO International conduziu pela primeira vez uma parceria agrícola com produtores locais em 2009.

 

A cooperação, que desde então serviu de modelo para parcerias com outras 43 fazendas, incentiva os produtores e a COFCO International a trabalharem juntos para reduzir custos e aumentar a eficiência produtiva. Trabalhando em conjunto com a COFCO para cultivar, colher e comercializar suas safras, os agricultores também estão mais bem equipados para resistir a eventos climáticos imprevisíveis e às flutuações cambiais frequentes.

 

Um acordo ganha-ganha
A parceria piloto com a fazenda Bloukop ainda está em vigor. E o modelo é replicado em fazendas nas províncias de Mpumalanga, Noroeste e Estado Livre, cobrindo uma área total de mais de 70.000 ha, produzindo milho, soja, girassol e ocasionalmente algodão e trigo.

 

Os empreiteiros agrícolas da COFCO International juntos representam a maior unidade de produção agrícola da África do Sul. Responsável por 15 por cento da origem da empresa na África do Sul, o modelo de parceria é uma base fundamental nos planos da COFCO International para o crescimento na África Subsaariana.

 

Johan Steyn, Diretor Administrativo para a África Subsaariana, diz que tais parcerias são benéficas para as fazendas locais e para a COFCO International.

 

“Graças ao relacionamento próximo, o agricultor ganha e a empresa ganha”, afirma. “Combinamos o melhor dos dois mundos – nossa experiência e as habilidades únicas do agricultor.”

 

Para estender o modelo a outros países da região, a empresa buscaria parcerias com organizações públicas e privadas, incluindo empresas de insumos, fornecedores de infraestrutura e produtores.

 

Colheitas principais
Empregando mais de 800.000 pessoas, o setor agrícola da África do Sul também é um dos mais diversificados do mundo. O clima do país varia de subtropical a mediterrâneo, permitindo que um conjunto muito diversificado de atividades agrícolas prospere. As extensas fazendas do país produzem frutas, vegetais, nozes e grãos.

 

O milho é a cultura de grãos mais importante do país, sendo o principal grão de alimentação (milho amarelo) e o alimento básico para a população (milho branco). Como a maior safra agrícola produzida, também representa a maior parte das operações de commodities da COFCO International na África do Sul.

 

A empresa é uma das maiores exportadoras de milho do país para mercados internacionais com destinos no sudeste asiático e Oriente Médio; também importa quantidades limitadas da Ucrânia e da América do Sul.

 

A maior parte do milho da África do Sul é produzida na área de chuvas de verão, mas a produção agrícola é altamente dependente do clima local altamente variável. O Estado Livre responde pela maior parte da produção, seguido por Mpumalanga e o Noroeste, dependendo das condições climáticas locais. ”

 

Processamento de soja
O milho pode ocupar a maior fatia de mercado, mas com a produção de soja definida para aumentar nos próximos anos, a soja também é uma parte crítica da estratégia de crescimento da COFCO International no país.

 

O maior ativo da empresa no país, a planta de esmagamento de soja Standerton, fica a apenas 50 km da cidade de Morgenzon. Ela processa soja de fazendas parceiras da COFCO International e de terceiros para produzir óleo e farelo de soja para ração animal. Com mais de 120 funcionários, é a maior unidade de esmagamento de soja da África do Sul.

 

Os ganhos de eficiência e outras melhorias levaram ao crescimento significativo da fábrica nos últimos dois anos e ao dobro do volume de processamento nos últimos três.

 

Stellenbosch
Com atividades agrícolas e de processamento espalhadas nas províncias do Noroeste, Gauteng, Mpumalanga e do Estado Livre, o Cabo Ocidental é o coração da operação na África do Sul.

 

O escritório de Stellenbosch hospeda uma equipe de cerca de 90 pessoas responsáveis por negociação, gestão de risco, expertise em tecnologia, bem como gerenciamento de depósitos da empresa em todo o país.

 

Uma equipe de pesquisadores analisa e prevê a produção agrícola, enquanto o braço de comercialização e merchandising equilibra o mercado interno com importação e exportação, dependendo do mercado global e local e das condições climáticas.

 

Conexões estreitas com as comunidades agrícolas do país, uma gestão ágil e braço comercial, bem como acesso aos mercados locais e globais é o que torna a COFCO International um player muito forte na África do Sul.

 

“É um modelo de negócios totalmente integrado”, diz Steyn. “Desde a originação, processamento, comercialização e logística, cada etapa está totalmente conectada com a outra.”

 

“Isso é o que é único em nossas operações na África do Sul – o equilíbrio perfeito que nos permite oferecer um bom desempenho e ganhar o ativo mais importante – a confiança”


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais