SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Suape receberá R$ 1,5 bilhão para Terminal de regaseificação

Suape receberá R$ 1,5 bilhão para Terminal de regaseificação


Fonte: Folha de Pernambuco (17 de setembro de 2021 )
Foto: Rafael Medeiros/Porto de Suape

O Complexo Industrial Portuário de Suape vai receber um investimento de R$ 1,5 bilhão para a implantação de um terminal de regaseificação (Regás), com a geração de 2,8 mil empregos. O equipamento está previsto para ser instalado no primeiro semestre do próximo ano.

 

O valor vai servir para implantar na unidade uma infraestrutura para receber um navio indústria, conhecido como Floating Ship Regaseification Unit (FSRU), para viabilização da operação, por meio de gasodutos interligados a uma Estação de Transferência de Custódia (ETC).

Do total de vagas, 2,5 mil são para o período de instalação do terminal e as outras 300 para quando a unidade estiver em funcionamento.

 

Segundo o governador Paulo Câmara, o equipamento vai permitir que todo o Estado tenha acesso ao gás. “A instalação do terminal de Regás será muito importante dentro do projeto de planejamento do futuro de Pernambuco. Ele vai garantir efetivamente que o Porto de Suape esteja cada vez mais preparado, dando condições para que o gás chegue a todos os cantos do Estado e seja utilizado cada vez mais como fonte de energia para os projetos prioritários e para as indústrias que já funcionam aqui”, disse.

 

Processo licitatório
O processo para viabilização do Regás se deu por meio de uma licitação pública para exploração do Cais de Múltiplos Usos (CMU). A primeira fase foi aberta em junho deste ano, visando os Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA), essenciais e obrigatórios para a implementação da operação.

 

Até o momento, cinco empresas demonstraram interesse no empreendimento, que permitirá com que o CMU passe a ter uso ininterrupto, gerando, anualmente, cerca de R$ 4 milhões em taxas para o porto. O chamamento está disponível no site www.suape.pe.gov.br. Três empresas foram habilitadas para a doação do estudo, que deve ser protocolado no mês de outubro.  O Cais de Múltiplo Uso opera atualmente com apenas 18% da capacidade, podendo ser otimizado com essa nova operação, tornando-se Hub de GNL no Nordeste.

 

Já o processo licitatório para uso do CMU acontece paralelamente às tratativas com os demais órgãos federais que regulam o setor, como a Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários), a Secretaria Nacional de Portos e o Ministério da Infraestrutura. A expectativa fica para abertura de Processo Seletivo Simplificado (PSS) para assinatura de Contrato de Transição ainda neste mês. Após isso, deverá ser aberto processo licitatório para Cessão de Uso Onerosa, que deverá ser realizado em aproximadamente 18 a 24 meses.

 

Meio ambiente será beneficiado
De acordo com o diretor-presidente de Suape, Roberto Gusmão, o terminal permitirá ainda uma redução da poluição. “O gás natural que chegará por Suape atenderá não só as indústrias do complexo, mas também outros empreendimentos instalados em Pernambuco e na região. Esse é um importante passo para o fomento do segmento – por meio do mercado aberto – e para o meio ambiente, por ser um gás menos poluente. Com isso, Suape reforça os conceitos de sustentabilidade dentro e fora do porto”, ressaltou o diretor-presidente.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais