SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   CNI lança estudo sobre experiências na redução das emissões de carbono

CNI lança estudo sobre experiências na redução das emissões de carbono


Fonte: Agência Brasil (15 de setembro de 2021 )
© Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

A necessidade de combater o aquecimento global para conservar o equilíbrio do clima no planeta já levou muitos países a adotarem medidas econômicas e políticas para diminuir a emissão de carbono na atmosfera. Esses esforços, em busca de uma economia sustentável, foram objeto do estudo “Mercado de Carbono – Análise de Experiências Internacionais” — lançado nesta terça-feira pela CNI, a Confederação Nacional da Indústria. A proposta, segundo a confederação, é apontar elementos desses sistemas que possam ser úteis e aplicáveis aqui no país.

 

No cenário internacional, o Brasil assumiu o compromisso de reduzir em 37% as emissões de gases do efeito estufa até 2025, com a meta de zerar essas emissões até 2050. O país também se comprometeu a zerar o desmatamento ilegal até 2030.

 

O gerente executivo de Meio Ambiente e Sustentabilidade da CNI, Davi Bomtempo explicou que com base na realidade ambiental brasileira e a partir das experiências internacionais, o estudo da confederação apontou uma série de estratégias para consolidar uma economia de baixo carbono aqui no Brasil.

 

Durante o evento da CNI que lançou o estudo, a chefe adjunta da delegação da União Europeia no Brasil, Ana Beatriz Martins, ressaltou que o setor da Indústria tem um papel fundamental para que os objetivos climáticos possam ser alcançados — principalmente a partir da implantação dos mercados de carbono.

 

No fim do próximo mês, os líderes globais vão se reunir em Glasgow, na Escócia, para a Vigésima Sexta conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas. O principal objetivo do evento é que as lideranças mundiais se comprometam com ações que acelerem as metas do Acordo de Paris para o equilíbrio do clima em nosso planeta.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais