SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Braskem reduziu em 83% a emissão de gases do efeito estufa com Cabotagem

Braskem reduziu em 83% a emissão de gases do efeito estufa com Cabotagem


Fonte: Guia Marítimo (15 de setembro de 2021 )

Mais sustentável e seguro, o modal fluvial ganha cada vez mais a atenção das grandes indústrias no Rio Grande do Sul. No primeiro semestre deste ano, a Braskem reduziu em 83% a emissão de gases do efeito estufa com transporte de contêineres via Tecon Santa Clara, terminal hidroviário da Wilson Sons, conforme estimativa feita pelo Tecon.

 

“O cálculo das emissões utiliza a metodologia do Programa Brasileiro GHG Protocol e leva em consideração a quantidade de combustível utilizado por caminhões e pelas barcaças para o transporte do mesmo volume de carga, no percurso Triunfo – Rio Grande”, explica Cleiton Lages, Gerente de SMS do terminal.

 

Entre janeiro e junho de 2021, 49% de todos os contêineres carregados com produtos da Braskem foram movimentados pelo Tecon Santa Clara e transportados por barcaças até o Tecon Rio Grande. Lá, foram embarcados em navios de longo curso para exportação e de cabotagem.

 

Em 2016, a parceria entre Tecon Rio Grande e Braskem reativou o Píer IV do Terminal Santa Clara e marcou a retomada do transporte de carga pelo Rio Jacuí. A iniciativa segue sendo vista pelo mercado como uma alternativa ambientalmente mais limpa e importante para redução de custos logísticos e operacionais.

 

“A parceria com o Tecon Rio Grande, por meio do Tecon Santa Clara, é mais uma iniciativa para atingir o compromisso da Braskem de se tornar uma empresa carbono neutro até 2050. A redução de emissão de gases alcançada com o uso do modal hidroviário demonstra que é possível adotar medidas que geram mudanças positivas que impactam as pessoas, a sociedade e o meio ambiente”, afirma Daniel Fleischer, gerente de Relações Institucionais da Braskem no RS.

 

Segundo o ranking do Anuário da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), a operação da Wilson Sons entre o Tecon Santa Clara e o Tecon Rio Grande é a que mais movimenta cargas em contêineres por via fluvial no Brasil. No primeiro semestre deste ano, 7% dos TEU movimentados no Tecon Rio Grande são provenientes da navegação interior.

 

“O Tecon Santa Clara é um projeto que vem se mostrando uma excelente alternativa, visto que o mercado identifica na navegação interior uma boa oportunidade para movimentar suas cargas de forma sustentável e com maior eficiência”, avalia Paulo Bertinetti, diretor presidente do Tecon Rio Grande.


Mais lidas


  Na manhã desta quarta-feira (18), o Sopesp (Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo) recebeu em sua sede a visita do desembargador federal, Celso Ricardo Peel Furtado, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.   O magistrado foi recebido com um café da manhã pelo presidente da entidade, Régis Prunzel, acompanhado […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais