SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   NYK testa o sistema de IA para identificar automaticamente os perigos de navegação

NYK testa o sistema de IA para identificar automaticamente os perigos de navegação


Fonte: Maritime Executive (10 de setembro de 2021 )
Usando câmeras infravermelhas, o sistema cria imagens noturnas (NYK)

 

Os esforços continuam para explorar o uso de automação, inteligência artificial e reconhecimento de imagem para melhorar a navegação e a segurança das operações dos navios. No início deste ano, a Mitsui OSK Lines do Japão demonstrou que seus esforços estão usando a tecnologia de realidade aumentada (AR) para melhorar a percepção da navegação e agora a NYK anunciou que iniciou um teste no sistema que pode monitorar o horizonte para reconhecer objetos perigosos que possam estar dentro de um alcance do navio.

 

A NYK, trabalhando com sua subsidiária estratégica de pesquisa e desenvolvimento, MTI Co., instalou o sistema de reconhecimento automático de alvos de navio desenvolvido em Israel pela Orca AI em uma das embarcações da NYK. O objetivo é verificar a capacidade de detecção e a contribuição que o sistema pode dar ao papel do vigia na ponte de um navio. Trabalhando com a Orca, a NYK também planeja melhorar o algoritmo de detecção de alvos por meio do uso de coleta de dados e aprendizado de máquina nos servidores da empresa israelense. Durante o teste, eles também estão procurando aumentar a taxa de reconhecimento para que o sistema possa ser usado para aumentar os esforços para desenvolver o transporte autônomo.

 

Embora a pesquisa esteja em andamento sobre a identificação automática por análise de imagem, de acordo com a NYK, os sistemas anteriores eram limitados pela capacidade das câmeras de receber imagens tanto de dia quanto de noite, especialmente com navios expostos a elementos naturais, incluindo chuva e vento. Além disso, eles disseram que nenhum sistema poderia medir a distância da imagem capturada ao alvo com um certo grau de precisão.

 

O novo sistema explicado por NYK usa uma unidade de câmera que pode atirar dia e noite para reconhecer automaticamente navios e alvos e medir a distância até eles. As informações obtidas do equipamento de navegação, incluindo nomes da embarcação, distância e tempo em que o navio está mais próximo do alvo, podem ser sobrepostas e exibidas de maneira integrada a um tablet ou tela de monitor de painel sensível ao toque.

 

Orca AI observa que cerca de 4.000 acidentes marítimos ocorrem anualmente e são causados ??por eles pela baixa consciência situacional em áreas congestionadas, falta de visibilidade do escritório em relação a falhas e padrões de risco e dados insuficientes disponíveis para lidar com possíveis incidentes.

 

O sistema é projetado para reconhecer automaticamente objetos perigosos e outras embarcações que podem passar despercebidas pelo olho humano, especialmente à noite e em águas congestionadas. NYK está procurando verificar essa capacidade observando que o sistema pode ser revolucionário em suas capacidades de reconhecer independentemente pequenos barcos de pesca e pequenos marcadores que não são capturados por radar e não estão equipados com AIS. O sistema mede a distância até esses alvos e notifica a pessoa em serviço sobre o perigo de colisão.

 

O navio de teste está equipado com três câmeras e três câmeras infravermelhas para possibilitar a geração de imagens noturnas. O sistema possui um ângulo de visão de 120 graus. Com as imagens de vídeo e os dados também sendo retransmitidos para os servidores do Orca AI, NYK observa que é possível monitorar o movimento do navio da costa.

 

Além disso, em pesquisa conjunta da NYK e MTI com a Orca AI, o sistema também foi instalado em embarcações domésticas para coletar informações sobre a costa japonesa, bem como em barcos de pesca, equipamentos de pesca e boias peculiares ao Japão. Isso será usado em apoio aos esforços da NYK com transporte autônomo.


Mais lidas


  Na manhã desta quarta-feira (18), o Sopesp (Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo) recebeu em sua sede a visita do desembargador federal, Celso Ricardo Peel Furtado, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.   O magistrado foi recebido com um café da manhã pelo presidente da entidade, Régis Prunzel, acompanhado […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais