SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Chevron e Bunge anunciam proposta de joint venture para criar matérias-primas para combustíveis renováveis

Chevron e Bunge anunciam proposta de joint venture para criar matérias-primas para combustíveis renováveis


Fonte: Bunge (3 de setembro de 2021 )

A Chevron USA Inc., uma subsidiária da Chevron Corporation (CVX), e Bunge North America, Inc., uma subsidiária da Bunge Limited, anunciaram hoje um memorando de entendimento (MOU) de um projeto de joint venture 50/50 com a ajuda atender a demanda por combustível renovável e desenvolver matérias-primas com intensidade de carbono mais baixas.

 

Após a finalização da joint venture, a parceria da Chevron e da Bunge estabelecerá uma cadeia de abastecimento confiável do agricultor ao posto de abastecimento para ambas as empresas. A Bunge deverá contribuir com suas instalações de processamento de soja em Destrehan, Louisiana, e Cairo, Illinois, e a Chevron deverá contribuir com aproximadamente US$ 600 milhões para a joint venture. Através da joint venture, as duas empresas anteciparão aproximadamente o dobro da capacidade combinada das instalações de 7.000 toneladas por dia até o final de 2024. A joint venture também buscar novas oportunidades de crescimento em baixa de matérias-primas de intensidade de carbono, bem como consideraram a matéria-prima investimento de pré-tratamento.

 

“Como a maior processadora de oleaginosas do mundo, estamos satisfeitos em expandir nossa parceria com um líder da indústria de energia para aumentar a nossa participação no desenvolvimento da próxima geração, combustíveis renováveis. Juntos, compartilhamos o compromisso com a sustentabilidade e a redução do carbono na cadeia de valor da energia. Esse relacionamento com a Chevron permitirá a Bunge atender melhor nossos clientes agricultores, acessando a demanda no crescente setor de combustíveis renováveis”, disse Greg Heckman, CEO da Bunge.

 

Sob o acordo de joint venture proposto, a Bunge continuará operando as instalações, aproveitando sua experiência em processamento de oleaginosas e relações com os produtores para gerenciar a originação e a comercialização de farelo e óleo vegetal. A Chevron teria os direitos de offtake do óleo para uso como matéria-prima renovável para a fabricação de diesel e combustível de aviação com menor intensidade de carbono no ciclo de vida, além de fornecer conhecimento de mercado e canais de distribuição comercial e de varejo a jusante.

 

“Por meio de nosso trabalho comercial com a Bunge, passamos a apreciar sua forte cultura empresarial, seu desejo estratégico de avançar na produção de combustíveis com baixo teor de carbono, seu compromisso com a disciplina de capital e a promoção da agricultura sustentável em suas cadeias de abastecimento”, disse Mark Nelson, vice-presidente executivo de Downstream & Chemicals da Chevron. “A joint venture proposta da Chevron com a Bunge nos posiciona para expandir na cadeia de valor de matéria-prima de combustível renovável, o que irá promover nossos retornos mais altos, estratégia de menor carbono.”

 

A criação da joint venture proposta está sujeita à negociação de definitivas acordos com condições habituais de fechamento, incluindo a aprovação regulamentar.

 

Sobre Chevron  

A Chevron é uma das empresas líderes mundiais de energia integrada. Acreditamos que energia acessível, confiável e cada vez mais limpa é essencial para alcançar um mundo mais próspero e sustentável. A Chevron produz petróleo bruto e gás natural; fabrica combustíveis para transporte, lubrificantes, petroquímicos e aditivos; e desenvolve tecnologias que aprimoram nossos negócios e a indústria. Para avançar um futuro com baixo teor de carbono, estamos focados em reduzir de maneira econômica nossa intensidade de carbono, aumentando as energias renováveis e compensações em apoio ao nosso negócio e investindo em tecnologias de baixo carbono que possibilitem soluções comerciais. Mais informações sobre a Chevron estão disponíveis em  www.chevron.com .


Mais lidas


  Na manhã desta quarta-feira (18), o Sopesp (Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo) recebeu em sua sede a visita do desembargador federal, Celso Ricardo Peel Furtado, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.   O magistrado foi recebido com um café da manhã pelo presidente da entidade, Régis Prunzel, acompanhado […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais