SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Comissão nacional avalia estrutura de segurança no Porto de Paranaguá

Comissão nacional avalia estrutura de segurança no Porto de Paranaguá


Fonte: Agência de Notícias do Paraná (30 de agosto de 2021 )
Comissão federal produziu relatório que será usado para melhorias e evolução de todos os sistemas de vigilâncias aplicados pela Portos do Paraná. – Foto: de Claudio Neves/Portos do Paraná

 

A Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis (Conportos) avaliou nesta semana a estrutura existente, investimentos realizados e projetos futuros do Porto de Paranaguá. A auditoria multissetorial analisa esses itens em todos os portos públicos brasileiros.

 

No Paraná, os apontamentos da equipe federal deverão balizar ações futuras para melhorar ainda mais a vigilância nos portos de Paranaguá e Antonina.

 

O presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, disse que a auditoria ajuda no planejamento de ações da empresa pública. “Nos últimos anos, investimos pesado em segurança, tecnologia e infraestrutura. Nossa intenção é manter esse grau de excelência e melhorar, principalmente nas questões relacionadas aos recursos humanos”.

 

O gerente da Unidade Administrativa de Segurança Portuária (Uasp/Guapor), Cezar Kamakawa, explicou as principais atividades realizadas pela Conportos. Segundo ele, nessa visitação periódica, a equipe verifica a documentação, atividades de segurança – principalmente voltadas ao ISPS Code (código internacional para proteção de navios e instalações portuárias). “São revistos todos os processos de melhorias e evolução do trabalho, com foco na capacidade de atender às normas internacionais”.

 

Fazem parte da equipe da Conportos representantes da Polícia Federal, Marinha do Brasil, Antaq, Polícia Militar do Paraná, e Receita Federal.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais