SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Processo de construção do maior parque eólico offshore do mundo

Processo de construção do maior parque eólico offshore do mundo


Fonte: The Marítime Executive (17 de agosto de 2021 )
Subestações concluídas foram carregadas em um navio de carga pesada (Foto: Sembcorp Marine)

 

A construção está em andamento com componentes adicionais concluídos para o que está projetado para se tornar o maior parque eólico offshore do mundo. Localizado a aproximadamente 50 milhas da costa de Yorkshire na Inglaterra, no Mar do Norte, o parque eólico Hornsea Two Offshore de Orsted terá uma capacidade de 1,4 GW quando entrar em serviço em 2022.

 

Recentemente, a Semborp Marine em Cingapura concluiu a montagem das unidades de topside para o campo eólico que consiste na subestação offshore e na estação de compensação reativa. A construção é a maior subestação offshore AC e, combinada com a outra unidade, elas juntas pesam mais de 10.200 toneladas. As duas unidades foram recentemente colocadas a bordo de um navio de carga pesada e partiram de Cingapura em 15 de agosto. As subestações devem chegar ao Reino Unido no final de setembro. Uma vez lá, eles serão integrados às suas jaquetas, que foram instaladas em outubro de 2020.

 

“Com planos para ter o parque eólico operacional em 2022, este é um marco muito emocionante para Hornsea Two”, disse Patrick Harnett, Diretor de Programa Sênior da Orsted. “Hornsea Two será o maior parque eólico offshore do mundo e já está abrindo o caminho para futuros projetos de energia renovável que terão um impacto significativo em nossa missão de atingir o valor líquido zero.”

 

As obras no local de instalação começaram no verão de 2019 e continuam a progredir fortemente. Recentemente, a EEW Special Pipe Constructions, sediada em Rostock, anunciou que havia concluído a última das monopilhas para o local. Eles foram enviados para Eemshaven e de lá são transportados para a instalação. Um total de 165 monopilhas foram construídas em Rostock para o parque eólico.

 

O local foi um marco importante no final de maio de 2021, quando a primeira turbina foi colocada em posição. A primeira carga de turbinas saiu do porto de Hull em maio no navio de instalação Sea Challenger, de propriedade da DEME Offshore. As turbinas incluem as novas lâminas de 265 pés de comprimento que foram fabricadas na fábrica de lâminas da Siemens Gamesa Renewable Energy em Hull. 

 

Em uma atualização recente, eles relataram que em meados de agosto, 50 das turbinas estavam agora em posição. A matriz concluída terá 165 turbinas Siemens de 8 MW instaladas, cada uma delas a 656 pés acima do nível do mar, com rotor de 578 pés de diâmetro.


Mais lidas


  Na manhã desta quarta-feira (18), o Sopesp (Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo) recebeu em sua sede a visita do desembargador federal, Celso Ricardo Peel Furtado, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.   O magistrado foi recebido com um café da manhã pelo presidente da entidade, Régis Prunzel, acompanhado […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais