SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Crescimento exemplar do comércio exterior brasileiro

Crescimento exemplar do comércio exterior brasileiro


Fonte: Guia Marítimo (10 de maio de 2021 )
Foto: Reprodução / Guia Marítimo

 

A balança comercial de abril de 2021 registrou superávit de US$ 10,34 bilhões, o maior saldo mensal em 33 anos. O superávit é registrado quando as exportações superam as importações, quando ocorre o contrário, é registrado déficit comercial.

 

De acordo com os números apresentados pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia, em abril, as exportações brasileiras somaram US$ 26,481 bilhões e as importações totalizaram US$ 16,132 bilhões. Esse é o maior superávit comercial para um único mês desde o início da série histórica do Ministério do Desenvolvimento, Industria e Comércio (atualmente com o Ministério da Economia), em janeiro de 1989.

 

O excelente resultado, entre outros fatores, está relacionado à grande demanda mundial por produtos básicos, como alimentos e minério de ferro, além do forte aumento do dólar no Brasil, o que torna as vendas externas mais rentáveis.

 

No acumulado dos quatro primeiros meses deste ano, a balança teve saldo positivo de US$ 18,257 bilhões, valor 103,9% maior do que o registrado em no mesmo período de 2020, quando foi registrado um saldo positivo de US$ 8,955 bilhões.

 

De janeiro a abril, as exportações somaram US$ 82,130 bilhões, uma alta de 26,6% na média diária em relação ao mesmo período do ano passado, e as importações somaram US$ 63,873 bilhões, uma alta de 14%. Segundo os dados do governo, a média diária das exportações em abril deste ano foram 50,5% maiores na comparação com o mesmo mês em 2020. Os preços dos produtos enviados para o exterior subiram 14,6% no acumulado de janeiro a abril deste ano, na comparação com o mesmo período de 2020. A maior alta foi na indústria extrativa, com 41,6%.

 

Pela média diária, em abril deste ano, as exportações cresceram 50,5% na comparação com o mesmo período de 2020. Os dados oficiais mostram uma alta de 44,4% nas vendas externas de produtos agropecuários, de 72,3% na indústria extrativa e de 43,9% em produtos da indústria de transformação. Na agropecuária, se destacaram as vendas de soja (+ 43,1%); Algodão em bruto (+ 112,8%) e café torrado (+ 27,1%), enquanto que, nos semimanufaturados, avançaram as exportações de minério de ferro e seus concentrados (+ 106,3%) e petróleo em bruto (+ 49,2%).

 

Pelo lado das importações, em abril, as compras do exterior subiram 41,1% em relação ao mesmo mês do ano passado. Nesse caso, cresceram as importações de produtos agropecuários (+1,6%); da indústria extrativa (+ 35,5%) e de produtos da indústria de transformação (+42,6%).

 

A projeção do Ministério da Economia para 2021 é que as exportações cresçam 27% e cheguem a US$ 266,6 bilhões, e as importações cresçam 11,6% e alcance US$ 177,2 bilhões. Se confirmado esses valores, significará um superávit histórico de US$ 89,4 bilhões na balança comercial do País, com aumento de 75% em relação ao resultado de 2020.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais