SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Commodities em alta puxam lucro da Vale no 1º tri

Commodities em alta puxam lucro da Vale no 1º tri


Fonte: Valor Econômico (27 de abril de 2021 )

A Vale confirmou as expectativas do mercado e anunciou ontem um lucro líquido de US$ 5,5 bilhões (R$ 30,5 bilhões) no primeiro trimestre do ano. Em dólares, na comparação com igual período de 2020, a alta foi de 2.220%. A receita de vendas foi de US$ 12,6 bilhões (R$ 69,3 bilhões), aumento de 81,4% em base anual. E o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) alcançou US$ 8,35 bilhões (R$ 45,74 bilhões), elevação de 189,7% em relação ao período janeiro-março de 2020.

 

A Vale informou ainda que no primeiro trimestre do ano a companhia reportou um Ebitda ajustado “proforma”, que exclui fatores não recorrentes como o efeito do câmbio, de US$ 8,46 bilhões, um recorde para um primeiro trimestre. Os volumes sazonalmente menores foram parcialmente compensados por preços mais altos de comodities, informou a Vale em comunicado.

 

Assim, os resultados do primeiro trimestre foram impulsionados pelos preços dos produtos vendidos, sobretudo do minério de ferro, o principal negócio da companhia.

 

O Ebitda do negócio de minerais ferrosos foi de US$ 7,8 bilhões, abaixo do quarto trimestre do ano passado, época em que tradicionalmente a companhia produz os maiores volumes do produto. Já no primeiro trimestre os volumes tendem a ser menores, por questões sazonais, embora de janeiro a março de 2021 tenha havido uma “compensação” em razão de preços mais elevados.

 

O preço médio realizado pela Vale para o minério de ferro, no primeiro trimestre de 2021, foi de US$ 155,5 por tonelada, o que representou aumento de US$ 24,8 por tonelada na comparação com o quarto trimestre do ano passado, sobretudo como resultado do maior preço do minério de referência no mercado, com 62% de teor de ferro, além de maiores prêmios recebidos pela companhia por produto de maior qualidade.

 

A Vale informou que com os preços de referência em abril “substancialmente” acima do preço provisório (um dos sistemas de precificação usados pela empresa), espera-se que o Ebitda do segundo trimestre deste ano seja impactado positivamente.

 

Em mensagem aos acionistas, o presidente da Vale, Eduardo Bartolomeo, disse estar confiante que os resultados financeiros positivos da companhia refletem a “consistência” da empresa no cumprimento das promessas de reduzir os riscos que envolvem a mineradora. “Nos primeiros três meses do ano, o Acordo Global de Brumadinho entrou em vigor em um processo conduzido com transparência, legitimidade e segurança jurídica. No mesmo período, concluímos a venda de nossas operações da Vale Nova Caledônia [na Oceania], um marco importante no desinvestimento de ativos ‘non-core’ e, logo em seguida, nosso Conselho de Administração aprovou um programa de recompra de ações demonstrando a confiança da administração no potencial da Vale de criar e compartilhar de forma consistente valor”, disse Bartolomeo na mensagem.

 

Nos metais básicos, o Ebitda foi de US$ 1 bilhão, US$ 160 milhões abaixo do que o quatro trimestre do ano passado em função de menores volumes de vendas no níquel e cobre, parcialmente compensados por maiores preços realizados de cobre.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais