SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Demanda de árabes por café verde e solúvel do Brasil cresce

Demanda de árabes por café verde e solúvel do Brasil cresce


Fonte: ANBA (14 de abril de 2021 )
No primeiro trimestre deste ano o Brasil exportou 37% mais café aos árabes. Além dos grãos verdes, crus, países têm demandado mais produto solúvel – Foto: Semana Internacional do Café / Divulgação

 

São Paulo – O primeiro trimestre de 2021 trouxe dados promissores para o comércio de café brasileiro com os árabes. Somando todos os tipos de café, de janeiro a março deste ano, o bloco importou 37% mais produto brasileiro frente ao mesmo período de 2020. O aumento foi destacado pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) em balanço divulgado nesta segunda-feira (12). Na imagem acima, sacaria com a marca dos cafés do Brasil.

 

O montante exportado pelo Brasil foi de 11 milhões de sacas de 60 quilos. Aos países árabes foram 522 mil sacas vendidas entre janeiro e março de 2021. Com o volume embarcado neste ano, a participação do bloco no total exportado saltou de 3,8% para 4,7%.

 

A receita foi de US$ 54,5 milhões nos primeiros meses deste ano frente aos US$ 43,6 milhões de 2020. Os números levaram o bloco a ser apontado entre os principais mercados com potencial para o produto brasileiro. Nessa categoria, que foi incluída no relatório como ‘Mercados Emergentes’, a exportação somou 2 milhões de sacas de café, número 11,8% superior ao do mesmo trimestre de 2020.

 

É nesses mercados que estão despontando no consumo que o Cecafé está apostando para ações de marketing. É o caso do trabalho que será desenvolvido na Arábia Saudita e que foi detalhado em entrevista que o diretor da instituição concedeu à ANBA.

 

Os dados do Cecafé dizem mais respeito ao café verde, ou seja, ao grão cru. Entre os árabes, os dados do café verde respondem por 92,5% das exportações, sendo que 81,6% são vendas de café da espécie arábica e 10,9% de canéfora, o conilon. Mas outro segmento, o de café solúvel, também teve mais procura dos principais mercados árabes.

 

Solúvel

Os dados dos embarques de café solúvel, levantados pela Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (Abics), mostram que as remessas totais de solúvel ao exterior no primeiro trimestre deste ano tiveram queda de 2,9%.

 

No entanto, os embarques para os principais mercados árabes de solúvel cresceram. A Arábia Saudita elevou 34% suas compras no primeiro trimestre de 2021 frente ao período do ano passado. De janeiro a março, o país comprou o correspondente a 17 mil sacas em café solúvel. Nos Emirados, segunda nação árabe mais relevante para o setor, os embarques foram de 14 mil sacas, um aumento de 27,5%. E o Egito aumentou em relevantes 190% suas importações, somando 1.746 sacas.

 

Ações de promoção

Ainda na última sexta-feira (09), a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) renovaram o projeto de promoção do produto brasileiro no exterior, que se estenderá até março de 2023.

 

Assim como o plano de promoção do Cecafé, o novo projeto da Apex e BSCA tem entre seus mercados-alvo os árabes. A expectativa é de elevar as vendas do grão verde para os sauditas. Já para o mercado dos Emirados Árabes Unidos, o objetivo é exportar tanto o café verde quanto o produto torrado e moído.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais