SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   CDRJ divulga planejamento para os próximos três anos

CDRJ divulga planejamento para os próximos três anos


Fonte: Companhia Docas do Rio de Janeiro (1 de abril de 2021 )

A Companhia Docas do Rio de Janeiro, Autoridade Portuária responsável pela administração dos Portos do Rio de Janeiro, Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis, divulgou, recentemente, o novo Plano de Negócios para o triênio 2021-2023.

 

O documento tem como finalidade organizar o planejamento, incluindo o detalhamento sobre as atividades e monitoramento contínuo das ações e projetos previstos para 2021. Apesar de algumas ações já terem sido iniciadas em 2020, elas terão continuidade no período compreendido do Plano.

 

O Plano de Negócios 2021-2023 detalha a previsão de novos arrendamentos e cessões onerosas, um Plano de Desinvestimentos de ativos não operacionais, as principais estratégias comerciais, o aprimoramento das atividades voltadas para o desenvolvimento socioambiental e a modernização tecnológica e de processos das operações portuárias. Além dessas ações estratégicas, o documento traz as previsões de investimentos e receitas para o período 2021 a 2023.

 

Visando atingir um crescimento planejado e organizado da empresa, o Plano de Negócios prevê ainda investimentos, para o período, na ordem de R$ 2,1 bilhões, valor que será aplicado em ações referentes à administração portuária, arrendamentos em vigor e novos arrendamentos. A receita total estimada de R$742 milhões para o ano 2021 baseia-se na tendência esperada com os contratos de arrendamentos em vigência, mais incrementos previstos com o novo formato de cobrança das tarifas de acessos aquaviários, novos arrendamentos e cessões onerosas, além do resultado da execução do Plano de Desinvestimentos de ativos não operacionais.

 

Segundo o diretor de Negócios e Sustentabilidade, Jean Paulo Castro e Silva, “um dos principais desafios da empresa é buscar fontes de recursos que permitam prover investimentos em infraestrutura, potencializando as operações portuárias nos portos sob sua administração e o Plano de Negócios traz a possibilidade de novos contratos nos Portos do Rio de Janeiro e Itaguaí”.

 

Para o diretor-presidente da CDRJ, Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira, o Plano de Negócios, elaborado por empregados de diversos setores da companhia, “demonstra o comprometimento da Diretoria Executiva da CDRJ em atender às exigências do mercado, prezando pela eficiência e transparência das nossas ações.”

 

Mais detalhes sobre o Plano de Negócios para o triênio 2021-2023, incluindo estratégias, ações e previsão de investimentos e receitas, estão disponibilizados no site da CDRJ e neste link.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais