SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Vacina traz emoção e alívio para decanos da Portos do Paraná

Vacina traz emoção e alívio para decanos da Portos do Paraná


Fonte: Portos do Paraná (26 de março de 2021 )
Com a imunização entrando já na faixa dos 69 anos, empregados da empresa pública começam a receber a primeira dose em Paranaguá

 

No momento em que a pandemia dá mostras de seu pior momento no Brasil e em algumas partes do Mundo, alguns dos companheiros da Portos do Paraná começam a ser vacinados e a aumentar a esperança que o que estamos vivendo vai passar. A fila está andando em Paranaguá e aqueles com 69 anos ou mais já começam a receber a primeira dose. Uma emoção por estarem vencendo mais essa etapa em suas vidas e darem o exemplo a todos os colegas de empresa pública.

 

“Em primeiro quero dizer que a organização feita pela Prefeitura de Paranaguá foi maravilhosa, muito bem organizado e dizer que a emoção foi muito grande. Saí de lá muito emocionada, queria até chorar por ter conseguido chegar até aqui”, declarou a assistente social e pedagoga Raquel Silva Alves.

 

Segundo o chefe de Gabinete Nilson Viana, tem sido um ano de apreensão e medo. “A vacinação trouxe alívio e a certeza de que logo, logo voltaremos ao normal e poderemos nos socializar e respirar ares menos apreensivos”, avaliou. Para ele, o cuidado com a família foi grande. “Tivemos o distanciamento forçado, mas aprendemos, nesses tempos, a valorizar a amizade, o calor humano e deixar de lado o supérfluo e a crer, mais ainda, em Deus”, apontou.

 

O ex-presidente William Falcone tomou foi vacinado nesta terça-feira, dia 24, e relata o que sentiu: “Foi uma sensação de alívio, o primeiro passo para voltar a ter uma vida normal. Aguardo a segunda dose para o dia 21/04 e voltar ao trabalho e às atividades de forma plena”, descreveu.

 

Para o diretor de Operações Portuárias, Luiz Teixeira da Silva Júnior, a vacina era aguardada com muito ansiedade. “A vacina é muito importante para nos dar segurança apesar de que estávamos tomando todos os cuidados dos protocolos para que a gente não transmitisse e nem pegasse a COVID-19”, destacou.

 

Na visão de Teixeira, agora a expectativa de para que os demais grupos possam ser vacinados. “Que essa vacina avance em todas as faixas porque nós temos familiares, amigos, companheiros de trabalho. Me sinto aliviado por estar vacinado, mas não é tudo. O ideal é cada vez mais vacinas chegando e todos sendo vacinados”, finalizou.


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais