SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Porto de Leixões irá condicionar o acesso de veículos ligeiros à área portuária em 2022

Porto de Leixões irá condicionar o acesso de veículos ligeiros à área portuária em 2022


Fonte: Revista Cargo (25 de março de 2021 )

 

Esta quarta-feira, dia 24 de Março, foi assinado um Protocolo de Colaboração que define as novas condições de acesso e trânsito de veículos ligeiros ao Porto de Leixões a vigorar a partir de 1 de Janeiro de 2022. Trata-se de um novo passo no processo de descarbonização, frisou a APDL.

 

No grupo de trabalho resultante deste protocolo e liderado pela Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL), participam a Associação GPL – Empresa de Trabalho Portuário do Douro e Leixões, o Sindicato dos Estivadores, Conferentes e Tráfegos dos portos do Douro e Leixões, e os operadores portuários TCGL – Terminal de Carga Geral e Granéis de Leixões e o TCL – Terminal de Contentores (Yilport Leixões).

 

Este protocolo reflete “um compromisso de descarbonização do porto de Leixões assumido pelos vários intervenientes no ecossistema portuário. Diariamente, são mais de mil as viaturas ligeiras que entram no porto de Leixões, libertando, aproximadamente, um total de 246 Kg de emissões de dióxido de carbono (CO2) para a atmosfera”, explicou a APDL. Visa ainda contribuir para a “diminuição das emissões, as novas regras e procedimentos irão também aumentar a segurança e a proteção dentro daquela área portuária e libertar mais espaço para as operações portuárias.”

 

O grupo de trabalho irá definir as medidas necessárias à implementação do condicionamento do acesso e trânsito de veículos ligeiros e aumento da segurança e proteção na área portuária, incluindo o ‘Passaporte de Segurança’ e o modelo de ‘Indução Básica de Segurança’ para os utilizadores do porto. Irão ser também avaliados novos locais de acesso pedonal e estacionamento, o modelo de operação do shuttle portuário eléctrico, o reforço da infraestrutura de apoio à mobilidade eléctrica, entre outros temas, detalhou ainda a administração portuária, via comunicado.

 

Recorde-se que, em Dezembro do ano passado, a administração portuária havia já anunciado um acordo com a ANTRAM para a interdição da entrada e circulação das viaturas pesadas mais poluentes dentro das infraestruturas, nomeadamente as viaturas EURO I, II, III e IV.


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais