SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Docas do Rio é classificada pela ANTAQ com perfil de baixo risco infracional

Docas do Rio é classificada pela ANTAQ com perfil de baixo risco infracional


Fonte: Guia Marítimo (24 de março de 2021 )
Pelo bom histórico registrado em 2020, os portos públicos do Rio de Janeiro, Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis não serão alvos de fiscalização ordinária pela agência reguladora em 2021

 

A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) comemora mais resultados positivos alcançados pela gestão dos portos públicos do Rio de Janeiro, Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis. Em comunicado por ofício do último mês de fevereiro, a Unidade Regional no Rio de Janeiro (URERJ) da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) informou que a Autoridade Portuária foi classificada pela modelagem fiscalizatória com o perfil de risco baixo, ou seja, os portos da CDRJ apresentam uma baixa propensão ao cometimento de infrações. Com isso, não há fiscalizações programadas para eles em 2021, sem prejuízo de fiscalização extraordinária frente a eventuais denúncias.

 

Este ano, a CDRJ teve uma melhora em sua classificação de perfil de risco infracional, em comparação ao planejamento das fiscalizações da Agência de 2020, quando então foi considerada de risco médio. O diretor de Gestão Portuária da CDRJ, Mario Povia, comemora a elevação de nível por parte da agência reguladora: “Conseguimos atingir o grau máximo de confiança fiscalizatória coroando de êxito a boa gestão empreendida pela Docas do Rio, materializada com o reconhecimento formal da ANTAQ acerca dos avanços alcançados. Diante do histórico pretérito, há que se comemorar a excelente conquista de 2020, sem nenhuma irregularidade grave apontada no relatório de fiscalização portuária da Agência junto a todos portos administrados pela CDRJ”.

 

Ainda segundo Mario Povia, o bom desempenho é consequência do esforço conjunto das áreas operacional, contratual, regulatória e jurídica da companhia: “As equipes estão de parabéns pelo trabalho realizado que culminou nessa conquista. Certamente vamos prosseguir com o mesmo empenho para nos mantermos no nível mais elevado no âmbito da fiscalização responsiva levada a efeito pela ANTAQ”.

 

Fiscalização baseada na gestão de riscos

No referido ofício, a ANTAQ explica que aperfeiçoou o planejamento das fiscalizações para 2021, que continua baseada na gestão de riscos, conforme o trecho a seguir: “Com o intuito de incrementar a conformidade regulatória, melhorar a qualidade dos serviços prestados e fortalecer a relação de confiança existente entre a Agência e seus regulados, a modelagem fiscalizatória da Agência foi reestruturada para conferir maior foco aos regulados com maior propensão ao cometimento de infrações”.

 

A atual modelagem fiscalizatória da Agência também procura incorporar o registro histórico dos agentes regulados já fiscalizados pela ANTAQ, alinhando-se às boas práticas de fiscalização regulatória responsiva. Todos os agentes regulados foram classificados em três perfis de risco – baixo (A), médio (B) e alto (C) – a partir da estimativa da propensão ao cometimento de infrações.


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais