SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   CMA CGM atinge lucro líquido de US $ 1,75 bilhão em 2020

CMA CGM atinge lucro líquido de US $ 1,75 bilhão em 2020


Fonte: Mundo Marítimo (19 de março de 2021 )
A linha de navegação se beneficiou de um aumento de 6,8% na receita por TEU no período

 

A CMA CGM relatou uma mudança nos lucros do grupo, registrando lucro líquido de US $ 1,75 bilhão em 2020, em comparação com um prejuízo de US $ 229 milhões em 2019, informou a Alphaliner .

 

Desta forma, a CMA CGM beneficiou de um aumento de 6,8% na receita por TEU no seu principal negócio de transporte marítimo, ganhando em média US $ 1.154 / TEU no ano.

 

A receita anual da divisão de remessas aumentou 4%, para US $ 24,2 bilhões, enquanto mais de 55% do lucro líquido anual da divisão foi gerado no último trimestre.

 

A armadora aproveitou a forte procura no segundo semestre do ano, aumentando a sua capacidade na rota Ásia-Europa em 18% no referido período, ao mesmo tempo que ampliou a sua frota de contentores em 8,7%.

 

No geral, as receitas do grupo aumentaram 3,9% e o EBITDA ficou em US $ 6,1 bilhões, ante US $ 3,7 bilhões no ano anterior. A lucratividade aumentou em todas as atividades, embora a CEVA Logística tenha novamente registrado um prejuízo líquido anual de US $ 105 milhões, devido a um encargo não recorrente de US $ 58 milhões vinculado ao reembolso antecipado de um empréstimo.

 

O grupo reduziu sua dívida em US $ 900 milhões ao longo de 2020, embora tenha alcançado US $ 16,9 bilhões em 31 de dezembro, valor que permanece significativo.

 

A CMA CGM espera que a atual demanda de frete marítimo dure pelo menos até o final de julho e disse estar confiante sobre as perspectivas para o ano. Sua frota cresceu 61 navios em 2020, e anunciou que continuaria a implantar novos serviços.

 

Da mesma forma, a CMA CGM reiterou seu compromisso com os navios movidos a gás natural liquefeito (GNL), qualificando-a de melhor tecnologia disponível, embora também a tenha descrito como uma “resposta inicial” no combate ao aquecimento global. A empresa de navegação terá uma frota de 32 navios porta-contêineres de GNL até o final de 2022 e se comprometeu a aumentar sua participação de combustíveis alternativos para 10% até 2023.


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais