SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Nova suspensão das aulas presenciais: como lidar com as crianças em casa?

Nova suspensão das aulas presenciais: como lidar com as crianças em casa?


Fonte: Estadão (17 de março de 2021 )
Foto: Shutterstock

 

Com a nova suspensão das aulas presenciais em São Paulo, a partir de 17 de março (até 1 de abril), diante da ameaça da covid-19, as crianças terão de enfrentar mais um período em casa.

 

Nessas semanas, é importante que os pequenos se envolvam em tarefas pedagógicas para ampliar e exercitar boa parte de seu potencial, “gastar a energia” e continuar desenvolvendo as habilidades cognitivas, ou seja, todo o conjunto de informações assimiladas para que uma tarefa seja cumprida.

De acordo com a coordenadora de Educação Infantil do Colégio Marista Arquidiocesano, Márcia Sayoko Nanaka, é essencial que as crianças, e também os adolescentes, tenham consciência de que o momento é de recolhimento e proteção de si e dos outros, principalmente dos mais velhos.

 

“Nesse momento delicado e de restrições, as crianças terão oportunidades reduzidas de interação, considerando que permanecerão distantes da escola. Por isso, o professor continua sendo muito importante nesta fase, para que seja mantida viva a memória escolar”, explica a professora. “Considerando que as tecnologias podem nos apoiar na comunicação, nos registros das vivências, na captura de áudios e imagens, na elaboração dos textos e nas buscas de informações. Mas, nesse momento, se torna o único meio possível e seguro de interações com as crianças e famílias”, frisa.

 

O uso da tecnologia colabora para minimizar a falta que as crianças sentem da escola, dos professores e dos colegas. O momento é trabalhoso para os pais, pede planejamento e uma boa dose de resiliência e paciência.

 

“Lembrando que a relação com as famílias é uma exigência de qualquer nível de educação, no entanto, com os pequenos, se estabelece um vínculo intenso da escola e seus professores com as famílias e as crianças. A família tem muito a acrescentar, estando presente e orientando sobre dúvidas e revisando deveres concluídos”, afirma.

 

Confira cinco dicas para orientar os filhos durante o período de suspensão das aulas:

 

  1. Mantenha uma rotina

As crianças ficam mais tranquilas quando sabem o que vai acontecer. Por isso, manter uma rotina de horários mesmo sem aulas é essencial para que os filhos se acostumem mais facilmente ao período em casa.

 

  1. Brinque com animais de estimação

Que criança não gosta de bichinhos? Se a família tem algum pet é um bom momento para incentivar os filhos a interagir, aproveitando o tempo com qualidade. Também é válido encorajá-lo a dar comida, colocar água limpa e fazer carinho.

 

  1. Dê tarefas

Desde pequenas, as crianças podem ajudar com pequenas tarefas domésticas. Os pais podem pedir ajuda para tirar pó dos móveis, varrer cômodos ou arrumar o quarto, guardando os brinquedos no lugar certo.

 

  1. Faça parte da brincadeira

Tem momentos que as crianças gostam de brincar sozinhas, e isso é benéfico, mas em outros ela vai gostar que a família participe. Os pais podem sentar no chão com o filho e esperar que ele sugira alguma brincadeira, ou então podem propor alguma atividade criativa, como desenhos, recortes e pinturas. Outras sugestões são bingo, quebra cabeça, forca, memória, jogo da velha, jogos de tabuleiro, stop, entre outros.

 

  1. Proponha atividades manuais

Além de divertido, fazer artesanato desenvolve habilidades psicomotoras importantes na infância. Por isso, é a hora de convidar o filho para construir algum brinquedo com materiais recicláveis ou fazer um quadrinho para decorar o quarto com itens que podem ser reaproveitados com o que se tem em casa, como papelão e potes vazios de shampoo.


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais