SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Coronavírus: casos na Alemanha disparam exponencialmente

Coronavírus: casos na Alemanha disparam exponencialmente


Fonte: Moneytimes (16 de março de 2021 )
O número de casos por 100 mil habitantes relatado nesta terça era de 83,7, contra 68 há uma semana, e o RKI disse que essa métrica pode chegar a 200 em meados do mês que vem (Imagem: REUTERS/Fabrizio Bensch)

 

As infecções pelo coronavírus na Alemanha estão crescendo exponencialmente, disse um especialista do Instituto Robert Koch para Doenças Infecciosas (RKI) nesta terça-feira, que acrescentou que o risco de segurança da vacina da AstraZeneca contra a doença é relativamente baixo.

 

O número de casos por 100 mil habitantes relatado nesta terça era de 83,7, contra 68 há uma semana, e o RKI disse que essa métrica pode chegar a 200 em meados do mês que vem.

 

“Estamos exatamente no flanco da terceira onda (da pandemia de Covid-19). Isso não está mais em discussão. Neste momento, nós flexibilizamos as restrições e isso está acelerando o crescimento exponencial”, disse Dirk Brockmann, epidemiologista do RKI, à emissora alemã ARD.

A chanceler alemã, Angela Merkel, e líderes estaduais concordaram neste mês com a flexibilização de restrições juntamente com um “freio de emergência”, que permita às autoridades reimpô-las caso a taxa de casos por 100 mil habitantes ultrapasse a marca de 100 por três dias seguidos.

Na segunda, a Alemanha suspendeu a utilização da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19, tornando-se o mais recente entre vários países europeus a “pausar” a vacinação com o imunizante após relatos da formação de coágulos sanguíneos em pessoas que o receberam.

 

A decisão veio depois de uma recomendação do Instituto Paul Ehrlich (PEI), autoridade alemã encarregada da vacinação, depois de sete casos de trombose, incluindo três mortes.

 

A AstraZeneca disse que a análise de seus dados de segurança, que englobam casos relatados em mais de 17 milhões de doses de vacinas aplicadas, não mostraram evidências de risco crescente de embolia pulmonar, trombose venosa profunda ou trombocitopenia.

 

Brockmann disse que faz sentido explicar os riscos relativos á população, mas lembrou que 1.000 pessoas em 1 milhão morreram de Covid-19, contra possivelmente 1 em 1 milhão de eventuais complicações associadas à vacina.

 

“Nos grupos de risco, o risco de morrer de Covid-19 é muito, muito maior. Isso significa que é provavelmente 100 mil vezes mais provável morrer de Covid-19 do que por causa da vacina da AstraZeneca”, disse.


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais