SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   FAO: Produção de alimentos gera mais de um terço das emissões globais de efeito estufa

FAO: Produção de alimentos gera mais de um terço das emissões globais de efeito estufa


Fonte: Valor Econômico (10 de março de 2021 )

Os sistemas de produção de alimentos são responsáveis por mais de um terço das emissões de gases de efeito estufa causadas pela atividade humana em todo o mundo, de acordo com um novo estudo da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). A pesquisa foi publicada na Nature Food.

 

Em 2015, esses sistemas – que vão das mudanças no uso da terra para a produção agrícola às embalagens e gestão de resíduos – geraram 18 bilhões de toneladas de dióxido de carbono, segundo a estimativa da FAO. Esse volume representa 34% do total, uma parcela que está diminuindo gradualmente – ela era de 44% em 1990 – mesmo com as emissões dos sistemas alimentares aumentando em quantidades absolutas.

O estudo foi produzido por Francesco Tubiello, estatístico sênior e especialista em mudanças climáticas da FAO, em colaboração com pesquisadores do Centro de Pesquisa Conjunta da Comissão Europeia em Ispra, na Itália. Os dados são captados desde 1990, o que permite observar tendências atuais e futuras.

 

Segundo o estudo, cerca de dois terços das emissões são causadas pela agricultura, pelo uso da terra e por mudanças no uso das áreas. Esse número é mais alto para os países em desenvolvimento, mas também está diminuindo significativamente com a redução do desmatamento e o aumento das atividades de processamento de alimentos e refrigeração.

 

A parcela dos sistemas alimentares dos países industrializados tem se mantido estável em 24%, enquanto nos países em desenvolvimento diminuíram sensivelmente, em parte devido a aumentos muito elevados nas emissões não alimentares. A fatia caiu de 68%, em 1990, para 39% em 2015.

 

Segundo a FAO, os principais emissores são, pela ordem, China, Indonésia, Estados Unidos, Brasil, União Europeia e Índia.

 

Os estágios de produção que levam os alimentos para a fazenda – incluindo insumos como fertilizantes – são agora os principais responsáveis pelo maior volume de emissões gerais do sistema alimentar,com 39% do total. O uso da terra e fatores relacionados contribuem com 38%, enquanto a distribuição é responsável por 29%, uma parcela que está crescendo e deve continuar em ascensão.


Mais lidas


  Estivemos presente na primeira Expo Retomada – Evento Teste Oficial autorizado pelo Governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Santos, para falarmos sobre a reabertura dos eventos.   Nosso Diretor-Executivo, Ricardo Molitzas participou no 3º Painel: “Novas oportunidades de gestão para o setor de eventos” ao lado da Sueli Martinez […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais