SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   OIA eleva projeção para déficit global de açúcar em 2020/21 a 4,8 milhões de toneladas

OIA eleva projeção para déficit global de açúcar em 2020/21 a 4,8 milhões de toneladas


Fonte: Moneytimes (26 de fevereiro de 2021 )
A OIA, em atualização trimestral, estimou a produção global de açúcar em 2020/21 (outubro a setembro) em 169,0 milhões de toneladas (Imagem: REUTERS/Juan Carlos Ulate)

 

A Organização Internacional do Açúcar (OIA) estimou nesta quinta-feira um déficit maior do que o esperado anteriormente para o mercado global do adoçante na temporada 2020/21, de 4,8 milhões de toneladas.

 

Em sua projeção anterior, o órgão intergovernamental indicava um déficit de 3,5 milhões de toneladas na atual temporada.

 

A OIA, em atualização trimestral, estimou a produção global de açúcar em 2020/21 (outubro a setembro) em 169,0 milhões de toneladas, abaixo da previsão anterior de 171,1 milhões de toneladas.

A queda foi guiada, em parte, por um corte na estimativa para a produção na Europa Ocidental, que passou a ser vista em 15,2 milhões de toneladas, versus 16,5 milhões anteriormente. Juntos, doenças e secas prejudicaram as safras da região.

 

Também houve revisões para baixo na produção do Irã (1,3 milhão de toneladas, contra 1,85 milhão), Paquistão (5,5 milhões de toneladas, versus 6,0 milhões) e Tailândia (7,8 milhões de toneladas, ante 8,2 milhões).

 

O consumo global foi estimado em 173,8 milhões de toneladas, abaixo da projeção anterior de 174,6 milhões de toneladas, mas ainda 2,1% acima do registrado na temporada anterior.

 

“O ajuste ocorre tanto em reconhecimento à proibição de viagens imposta atualmente quanto em antecipação às oportunidades de férias que serão perdidas durante os próximos meses”, disse a OIA.

 

“Importantes destinos de férias, como Tailândia e México, verão um impacto no consumo de açúcar devido à falta de turistas”, acrescentou.

 

A OIA também reduziu o tamanho do superávit global de 2019/20 para 0,9 milhão de toneladas, ante estimativa anterior de 1,9 milhão de toneladas.


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais