SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Rumo: Banco Safra deixa balanço fraco de lado e foca no potencial de valorização atrativo da ação

Rumo: Banco Safra deixa balanço fraco de lado e foca no potencial de valorização atrativo da ação


Fonte: Moneytimes (18 de fevereiro de 2021 )
A Rumo apresentou queda acentuada de 98,5% no lucro líquido do quarto trimestre de 2020 ante o mesmo período de 2019 (Imagem: Facebook/Rumo)

 

O desempenho fraco da Rumo (RAIL3) no quarto trimestre de 2020 não intimidou o Safra, que reafirmou a recomendação de outperform (desempenho esperado acima da média do mercado) para a ação. Além da tese de investimento robusta para o longo prazo, o time de análise enxerga importantes gatilhos para os papéis da companhia nos próximos trimestres.

 

Dentre os fatores mencionados pela instituição estão a autorização do governo para a expansão da ferrovia Lucas do Rio Verde; o leilão da BR-163 e consequente aumento nos preços do frete rodoviário; e o rump-up de volumes das operações da Malha Central.

 

“Nós mantemos a recomendação de outperform para a Rumo, considerando principalmente o potencial de valorização atrativo da ação”, disse o analista Luiz Peçanha, em relatório divulgado na semana passada. O preço-alvo indicado é de R$ 32,80, o que implica um potencial upside de 66% em relação à cotação do fechamento de quinta-feira.

A Rumo apresentou queda acentuada de 98,5% no lucro líquido do quarto trimestre de 2020 ante o mesmo período de 2019, com o valor fechando em R$ 3 milhões. O Safra destacou que o resultado negativo pode ser atribuído ao aumento dos custos consolidados e das despesas com vendas, gerais e administrativas.

 

Os números também foram pressionados pelo ambiente mais competitivo para os volumes da Rumo no norte do estado do Mato Grosso desde a conclusão da pavimentação da rodovia BR-163.

 

“Embora acreditemos que a cobrança de pedágio na BR-163 vá rebalancear o cenário competitivo, seus resultados devem continuar pressionados no curto prazo, já que o leilão para essa rodovia, oficialmente esperado para que acontecesse no primeiro trimestre de 2020, não teve seu edital publicado ainda”, destacou Peçanha.

 

A Rumo encerrou o quarto trimestre do ano passado com receita operacional líquida praticamente estável e Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 758 milhões. A margem Ebtida caiu 8,3 pontos percentuais, para 45,6%.


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais