SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Pessoas vacinadas contra a covid-19 ainda são obrigadas a usar máscara

Pessoas vacinadas contra a covid-19 ainda são obrigadas a usar máscara


Fonte: Santaportal (10 de fevereiro de 2021 )
Divulgação/Prefeitura de Santos

 

PANDEMIA – A pandemia de coronavírus completará um ano em breve, e o uso obrigatório da máscara facial, que acontece desde 1º de maio de 2020, não deve terminar tão cedo. Mesmo com parte da população vacinada contra a covid-19, o acessório ainda é obrigatório.

 

Hábitos como trocar a máscara de tecido a cada duas horas, o uso do álcool em gel nas mãos e o distanciamento social devem persistir ainda neste ano. A recomendação é da médica infectologista Cláudia Sffeir de Oliveira Meuer, da Seção de Vigilância Epidemiológica de Santos. “Toda vez que se notar a máscara suja ou com umidade, ela tem de ser trocada”.

 

Os profissionais da saúde que atuam na linha de frente contra a covid-19 devem utilizar máscara cirúrgica, e não a de tecido. Os modelos específicos N95, PFF-2 e PFF-3 são os mais indicados pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

A regra geral é que, se for sair de casa, é preciso usar a máscara. “Como estamos em um país onde há a transmissão comunitária do coronavírus, na qual não se identifica o paciente que faz a transmissão do vírus, a recomendação é para que todos que não estejam no ambiente familiar usem máscara”, diz a infectologista.

 

Em casa, o uso da máscara é recomendado em alguns casos, como se houver a possibilidade de algum dos moradores da casa estar infectado, ou caso seja do grupo de risco como idosos e pessoas com comorbidades. Nestes casos, também é necessário manter o distanciamento de, no mínimo, 1,5 metro.

 

Tirar a máscara

Caso seja necessário retirar a máscara para comer ou beber, deve-se atentar ao modo correto de tirar o acessório, que é feito pelo elástico, sem tocar na parte da frente, segundo a infectologista. Também é preciso higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel antes e depois de manusear a máscara.

 

O ideal é trocar a máscara toda vez que for necessário tirá-la, na rua. Se não for possível, o recomendado é guardar o acessório em uma embalagem limpa, como um saco plástico.

 

Mesmo em locais abertos como praias, é obrigatório o uso de máscara e manter o distanciamento social (1,5 metro). “É óbvio que, em um ambiente fechado, sem circulação de ar, há uma chance maior de contaminação. Mas o fato de uma pessoa estar em um ambiente aberto não a dispensa das medidas de proteção”.

 

Higiene

Ao voltar para casa, como higienizar a máscara de tecido? A recomendação do Ministério da Saúde para higienização é colocá-la em um recipiente com água e água sanitária (1 parte de água sanitária para 50 partes de água) por 30 minutos. Exemplo: diluir 10ml de água sanitária para 500ml de água.

 

Depois, basta enxaguar com água corrente e lavar com água e sabão. Após secagem, passar em ferro e acondicionar em saco plástico. Estas máscaras limpas têm de ser guardadas em sacos plásticos.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais