SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Navios chineses mapeiam leito marinho estratégico no Oceano Índico

Navios chineses mapeiam leito marinho estratégico no Oceano Índico


Fonte: Poder Naval (27 de janeiro de 2021 )
Os navios do governo chinês vêm realizando uma pesquisa sistemática no oceano Índico oriental. Os dados coletados podem ser particularmente relevantes para a guerra submarina

 

Um navio de pesquisas chinês, o Xiang Yang Hong 03, está operando atualmente no Oceano Índico. Já causou polêmica, acusado de ‘navegar no escuro’, sem divulgar sua posição em águas territoriais indonésias. O quadro mais amplo é que isso faz parte de um grande esforço da China para mapear sistematicamente o fundo do mar em uma vasta faixa do Oceano Índico. A análise dos dados de rastreamento do navio mostra que não é a primeira vez que ele visita a área. Nem é o único navio de pesquisa chinês envolvido.

A atividade de pesquisa cobre uma área enorme, cerca de 500.000 km quadrados, e está ficando maior. A inferência é que, além de conduzir pesquisas civis, esses navios podem estar coletando informações para planejadores navais.

 

Os dados hidrográficos são agnósticos para a defesa e emprego civil. Isso significa que podem ser usados para fins civis e militares. É provável que o leste do Oceano Índico seja de particular interesse para a Marinha Chinesa, pois eles expandem suas capacidades de submarinos. Os dados dessas pesquisas podem ajudar os submarinos a navegar ou melhorar suas chances de não serem detectados.

 

Quatro dos navios de pesquisa chineses Xiang Yang Hong (‘Enfrentando o Sol Vermelho’) estiveram particularmente ativos nos últimos dois anos. Eles são operados pela Administração Oceânica do Estado. Esses navios são todos relativamente novos, sendo construídos na última década. Isso ressalta a importância que a China está colocando em sua frota de navios de pesquisa.

Dois dos navios, o Xiang Yang Hong-01 e -16, têm conduzido um padrão de busca muito completo sobre a Cadeia Ninety East Ridge, uma cadeia de montanhas subaquática com cortes no Oceano Índico. Seus padrões de rota disciplinados são indicativos de mapeamento do fundo do mar. Para isso, eles rebocariam um sonar de varredura lateral de alta resolução. Entre eles, esses navios fizeram várias viagens, cada uma começando onde a outra terminou.

 

A razão para focar na Cadeia Ninety East Ridge não foi confirmada, mas pode ser particularmente significativa para operações submarinas. Ela cria uma cadeia quase ininterrupta de águas rasas através do oceano, onde os submarinos podem ser detectados.

 

Algumas das atividades de pesquisa, mais próximas da Indonésia e das ilhas Andaman e Nicobar, podem estar relacionadas à descoberta das redes de sensores “fish hook” da Marinha dos EUA. Eles são projetados para rastrear submarinos chineses que entram no Oceano Índico. Naturalmente, isso não pode ser confirmado.

 

Em dezembro de 2019, um dos navios, o Xiang Yang Hong 06, implantou pelo menos 12 planadores subaquáticos no Oceano Índico. Esses veículos subaquáticos sem tripulação (UUVs) de longa duração reúnem dados sobre as correntes e as propriedades da água. Como o mapeamento do fundo do mar, os dados são agnósticos para a defesa e emprego civil e particularmente relevantes para a guerra submarina.

 

Os planadores implantados eram do tipo Sea Wing (Haiyi). Este é exatamente o mesmo modelo que tem aparecido nas águas da Indonésia. Isso levanta a possibilidade de que, além do Xiang Yang Hong 06, outros navios chineses possam estar utilizando os planadores. É difícil determinar o ponto de lançamento dos planadores encontrados nas águas indonésias. Mas não é um grande salto sugerir que a China implantou mais no Oceano Índico Oriental.

 

 

A viagem atual do Xiang Yang Hong 03 será observada de perto. Os analistas de defesa já têm se concentrado na crescente frota de navios de pesquisa da China, em busca de pistas para recursos e planos futuros.


Mais lidas


O Covid-19 na Baixada Santista vem deixando uma alta taxa de ocupação de leitos na rede hospitalar na região. Atentos a isso e solidários a nossa população, vamos promover ações no Porto, para garantir cumprimento dos protocolos sanitários já definidos. Tudo isso através das competências da Santos Port Authority (SPA), do Sindicato dos Operadores Portuários […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais