SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Lucro da ADM cresce 28,5% e chega a US$ 1,77 bilhão em 2020

Lucro da ADM cresce 28,5% e chega a US$ 1,77 bilhão em 2020


Fonte: Valor Econômico (27 de janeiro de 2021 )

 

O lucro líquido da multinacional Archer Daniels Midland (ADM), uma das maiores empresas de agronegócio do mundo, cresceu 28,5% no ano passado e somou US$ 1,77 bilhão. No quarto trimestre, os ganhos foram de US$ 687 milhões, montante 36,5% maior que o do mesmo período do ano anterior.

 

A receita com vendas cresceu 7,44% no ano, para US$ 64,36 bilhões. No trimestre, ela ficou em US$ 18 bilhões, acima dos US$ 16,6 bilhões do mesmo período de 2019.

 

A área de serviços agrícolas e oleaginosas cresceu substancialmente, impulsionada pela América do Norte, que vendeu muito mais que no ano anterior, principalmente para a China. “O negócio capturou margens significativamente mais altas em todas as regiões, com destaque para os EUA, impulsionado pela oferta restrita de soja e forte demanda global por farelo e óleos vegetais”, diz a ADM na divulgação do balanço financeiro. O lucro operacional do segmento foi de US$ 2,1 bilhões em 2020; um ano antes, ele havia sido de US$ 1,94 bilhão.

 

A área de soluções de carboidratos apresentou resultado melhor na comparação anual, principalmente devido aos preços do milho, diz a ADM. O lucro operacional da divisão foi de US$ 717 milhões; um ano antes, ele havia sido de US$ 644 milhões.

 

Na área de nutrição, o resultado cresceu em virtude da demanda firme por saborizantes e do crescimento do consumo de carne à base de plantas, além das fortes vendas de probióticos. O resultado da divisão no ano foi de US$ 574 milhões, superior aos US$ 418 milhões de lucro operacional em 2019.

 

Já os resultados da trading Wilmar, na qual a ADM tem participação, subiram de US$ 267 milhões em 2019 para US$ 372 milhões no ano passado.

 

“Esperamos um forte crescimento no lucro operacional e outro ano recorde em 2021. Estou extremamente orgulhoso do desempenho de nossa equipe: o impulso é forte e nosso futuro é brilhante”, disse em nota o CEO da companhia, Juan Luciano.


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais